quinta-feira, 30 de março de 2017

Tortura nunca mais!

Em 31 de março, completa-se mais um ano em que se deu o golpe civil-militar no Brasil que perseguiu, censurou, torturou e matou muitas pessoas em todo o país: homens, mulheres e crianças. E mesmo com o fim oficial da ditadura que durou 21 anos, a repressão, a opressão e a tortura ainda se repetem diariamente Brasil a fora.  
A charge abaixo foi feita para uma exposição chamada "Traços pelos direitos humanos", do Instituto Henfil e da Associação Brasileira de Imprensa do Rio de Janeiro, em 2013, com o tema "Tortura nunca mais!"


quarta-feira, 29 de março de 2017

Servidoras (es) do SAMU apresentam reivindicações da categoria para presidente da FMS

Nesta quarta-feira (29), Trabalhadoras (es) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Teresina (SAMU), assessoria jurídica do SINDSERM e representantes da direção, estiveram reunidos com o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Sílvio Mendes (PP), para cobrar do gestor o atendimento às pautas de reivindicação do SAMU.


Na oportunidade, foi cobrada uma posição da FMS a respeito da insalubridade retirada das (os) servidoras (es) da saúde. Até o momento, a Prefeitura de Teresina não devolveu o dinheiro das (os) servidoras (es) e o SINDSERM indicará um perito para participar da confecção do laudo que apontará a questão, bem como exigirá o atendimento à todas as pautas levantadas pela categoria.







CONHEÇA A PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DAS (OS) TRABALHADORAS (ES) DO SAMU:

1 – Aquisição de 10 (dez) ambulâncias ainda no ano de 2017;
2 – Regularização da profissão do Condutor de Ambulância conforme a Lei nº 12.998 de 18 de Junho de 2014;
3 – Realização das substituições apenas por pessoal qualificado com pagamento integral e sem a utilização de pessoas alheias ao serviço;
4 – Retorno 2907 (ambulância do Hospital da Primavera)
5 – Regularização do SAMU junto ao Ministério da Saúde;
6 – Implantação de mais uma equipe de motolância;
7 - Retorno da Gratificação de Incentivo SUS;
8 – Regularização e adequação da quantidade Vales Transporte;
9 – Atualização e regularização das mudanças de nível;
10 – Implantação de Equipes de Limpeza das viaturas na central;
11 – Permanência de um gestor do Setor de Transportes na Central em regime 24 horas;
12 – Fim do Assédio Moral;
13 – Fornecimento de fardamento duas vezes ao ano;
14 - Redução da Jornada sem redução de salário conforme a legislação vigente.


Delegação do SINDSERM representou servidoras (es) municipais de Teresina em ato nacional em Brasília-DF

Uma delegação formada por três representantes da base e quatro diretoras (es) do SINDSERM, eleitas (os) no Seminário sobre a Reforma da Previdência ocorrido no dia 21 de março, estiveram em Brasília-DF, nesta terça-feira (28), no ato nacional contra a Reforma da Previdência. A ida da delegação foi uma deliberação da Assembleia Geral realizada no dia 15 de março, onde foram reunidas (os) mais de 800 servidoras (es).

A delegação construiu o ato que aconteceu na Câmara Federal, onde estiveram representantes da CSP Conlutas, Andes, Sindjus, Sinasefe, Movimento Autônomo de Aposentadas de MG, dentre outros coletivos. O ato foi uma importante frente de mobilização enquanto acontecia a Audiência Pública no plenário.

Do lado de dentro da Câmara, muito bate-boca entre os parlamentares que não queriam permitir a entrada de mais pessoas para a audiência, mesmo assim o SINDSERM conseguiu a entrada de um representante da delegação que acompanhou as discussões que precedem a votação da PEC 287. Depois da sessão desta terça-feira, a câmara realizará outras reuniões antes de passar para a votação.

As (aos) trabalhadoras (es) fica o alerta para intensificar a luta contra o projeto e fortalecer os próximos atos públicos e CONSTRUIR A GREVE GERAL marcada para o dia 28 DE ABRIL.  


Contra a Reforma da Previdência!














terça-feira, 28 de março de 2017

Assembleia geral do SINDSERM - 28 de março

Mais uma vez as (os) servidoras (es) públicas (os) municipais de Teresina compareceram em peso para a Assembleia Geral do SINDSERM, realizada na manhã de hoje (28). Foram discutidas as pautas: campanha salarial de 2017, pauta de reivindicações da educação, greve da saúde municipal e pautas específicas do SAMU, além de informes dados pela direção, por servidoras (es) da base e pelas assessorias jurídica e de comunicação do SINDSERM.

Por meio de votação, realizada pela categoria de forma unificada, foi deliberada a continuidade da greve da saúde municipal por tempo indeterminado. O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Sílvio Mendes (PP), até o momento não atendeu as pautas de reivindicações da categoria que se fortalece com a organização do SAMU apresentando suas pautas específicas frente ao descaso da Prefeitura Municipal de Teresina que tem sucateado a frota de ambulâncias e motolâncias, não oferece condições de trabalho adequadas para as (os) servidoras (es) e compromete um serviço essencial, responsável por salvar vidas diariamente.


A categoria acumula perdas salariais de 43,21%, além do caso específico do magistério em relação ao FUNDEF. A próxima Assembleia Geral foi deliberada para o próximo dia 28 de abril, data escolhida pelas centrais sindicais brasileiras para uma greve geral contra a Reforma da Previdência.


Carta aberta do SAMU à população

Confira as principais reivindicações das (os) servidoras (es) do SAMU junto à PMT e FMS. A precarização no serviço está complicando a cada dia o atendimento à população e comprometendo o salvamento de vidas, missão do SAMU. 





segunda-feira, 27 de março de 2017

Assembleia geral do SINDSERM acontece nesta terça-feira (28)


Nesta terça-feira (28) acontecerá a Assembleia Geral do SINDSERM que irá se somar ao ato contra a Reforma da Previdência, organizado pelo Fórum Piauiense em Defesa da Previdência Pública.

Estão sendo marcadas diversas manifestações, paralisações, assembleias e possíveis greves em todo o país para esta data e para os dias que seguem. Diversas entidades e movimentos sociais do Piauí enviarão representantes para uma manifestação em Brasília-DF que acontecerá durante toda esta terça, incluindo uma delegação de servidoras (es) municipais e membros da direção do SINDSERM. 

Após grandes mobilizações ocorridas em todo o país no último dia 15, o presidente da República, Michel Temer (PMDB), anunciou a retirada das (os) servidoras (es) públicas (os) municipais e estaduais da proposta original. Mesmo assim, os movimentos agora organizam mobilizações ainda maiores para barrar a votação da reforma. A assembleia do Sindicato das (os) Servidoras (es) Públicas (os) Municipais de Teresina (SINDSERM) acontecerá a partir das 8h no Teatro de Arena, localizado na Praça da Bandeira, no centro.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Atenção servidoras (es) do magistério municipal!


SINDSERM prossegue com providências para que aconteça julgamento de processo contra Secretário de Educação de Teresina

Em visita ao Ministério Público Estadual do Piauí, o presidente do SINDSERM e a direção de assuntos jurídicos da entidade, apresentaram a nova assessoria jurídica ao promotor Fernando Santos e conversaram sobre o processo n° 0002828-37.2015.8.18.0140. O processo sobre improbidade administrativa, foi movido pelo MPE contra o Secretário Municipal de Educação, Kleber Montezuma, por acumulação ilegal de cargos. 

O secretário é remunerado ilegalmente desde 2014 por 03 fontes públicas: IPMT, SEMEC e UESPI. A Gestão SINDSERM DE VOLTA PARA AS LUTAS já descobriu porque o processo ainda não foi julgado e está tomando as providências para que a justiça seja feita.



quarta-feira, 22 de março de 2017

Deliberação da Assembleia Geral do SINDSERM, Seminário sobre Reforma da Previdência aconteceu nesta terça-feira (21)

Seguindo as deliberações da Assembleia Geral, ocorrida no dia 15 de março, o SINDSERM realizou o Seminário sobre a Reforma da Previdência com a participação de servidoras (es) públicas (os) municipais e representantes de entidades sindicais, movimentos sociais e partidos políticos de esquerda. Na oportunidade, foram deliberados os nomes de servidores que irão para o Ato Nacional Contra a Reforma da Previdência em Brasília-DF, no dia 28, próxima terça-feira.

Participaram da mesa de discussões Gisvaldo Oliveira (MAIS – Movimento por uma Alternativa Independente e Socialista), Emerson Samuel (Insurgência/PSOL), José Rodrigues (PCB e Sindicato dos Correios), Daniel Solon (PSTU) e Sinésio Soares (Presidente do SINDSERM e do Ruptura Socialista).

Foram destacados os ataques do governo de Michel Temer (PMDB) aos direitos da classe trabalhadora, das mulheres, das negras e negros, da juventude e dos lgbts. No debate, os presentes reiteraram a necessidade de fortalecer uma luta unificada contra a Reforma da Previdência e para derrotar os projetos de ataque às (aos) trabalhadoras (es).

Todas e todos à Assembleia Geral do SINDSERM, às 8 horas, no Teatro de Arena.

Contra a Reforma da Previdência!