Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

Em Congresso vitorioso, categoria aprova plano de lutas para os próximos 3 anos

Imagem
Encerrou ontem (24), o IV congresso do SINDSERM Teresina. Um congresso vitorioso, que contou com uma ampla participação da categoria, dos mais variados setores que compõe o serviço público municipal de Teresina.
Dentre outras propostas de resoluções, foi aprovado um plano de lutas para os próximos três anos, a construção da Greve Geral e a luta pelo Fora Temer! Fora todos os corruptos e reacionários do congresso!
Além disso, a categoria refirmou a filiação Central Sindical e Popular – CSP Conlutas, com quem deve caminhar a lado a lado nos próximos meses na construção de uma grande Greve Geral, contra os taques dos governos aos direitos dos trabalhadores.

Atenágoras Lopes, membro da coordenação nacional da CSP-Conlutas e convidado ao IV Conserm para falar sobre conjuntura, chamou atenção para o papel dos sindicatos no enfrentamento aos ataques contra a classe trabalhadora e a importância de fortalecer a paralisação nacional, do dia 29 de setembro.
“O sindicato é catalisador da reunifica…

PROCESSO DO FUNDEF: assessoria jurídica do SINDSERM atualiza os informes a cerca do processo do FUNDEF

Imagem
A Juíza da 5ª Vara da Seção Judiciária Federal do Piauí, Dra. Marina Rocha Cavalcanti Barros Mendes, deferiu o pedido feito pelo Município de Teresina (Ação Ordinária nº 2007.40.00.003825-7) e autorizou a cessão de créditos do precatório federal (processo nº 0137274-67.2015.4.01.9198), referente aos valores do FUNDEF, que não foram repassados pela União ao Município de Teresina, entre junho de 2002 a dezembro de 2006.Na cessão de crédito, o Município de Teresina, sem uma justificativa plausível, mas com autorização da Câmara de Vereadores de Teresina, cedeu ao Banco do Brasil os direitos sobre o precatório que tem previsão de pagamento até o final de 2016, no valor atualizado de R$ 228.863.161,75, mas recebendo em contrapartida apenas R$ 210.667.000,00.Esse valor, segundo a Juíza, deverá ser depositado na conta do FUNDEF, que foi reativada para está finalidade. Os valores devem ainda ser gastos com atividades ligadas ao objetivo do fundo (educação) sob controle do TCE. Importante dize…

Ato Nacional dos servidores públicos reúne mais de 10 mil pessoas em Brasília

Imagem
#ForaTemer | Mais de 10 mil pessoas, entre servidores públicos federais, estaduais e municipais, militantes de movimentos sociais e estudantis tomaram as faixas da Esplanada dos Ministérios, na manhã dessa terça-feira (13), em uma grande marcha que integra a Jornada de Lutas, organizada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) em unidade com as Centrais Sindicais. O SINDSERM Teresina esteve representado nesse grande ato público nacional, que cobrou a saída do presidente Michel Temer, a retirada de projetos de lei que atacam os serviços públicos, os direitos dos trabalhadores e congelam os orçamentos da União e dos estados como a PEC 241/2016 e o PLP 257/2016 (atual PLC 54/16) e protestavam também contra as reformas Trabalhista e Previdenciária, já anunciadas pelo governo Temer.
A marcha foi marcada pelo uníssono “Fora Temer”, expresso também em camisetas, faixas e adesivos. Diversas bandeiras cobravam também novas eleições e quase todas as falas du…

EDUARDO CUNHA FOI CASSADO! JÁ FOI TARDE!

CASSADO I JÁ FOI TARDE I
O Deputado Eduardo Cunha (PMDB) acabou de ser cassado na Câmara dos Deputados. 409 votos sim, dez votos não e nove abstenções.

Em sua trajetória, além da corrupção de grande porte com milhões de dólares na Suiça, temos tentativas de porrada aos trabalhadores.

A lei de terceirização que acaba com direitos trabalhistas e salários e os mecanismos que evitariam o atendimento médico às mulheres vítimas de abuso sexual, assim como a proibição da venda da pílula do dia seguinte são propostas dele.

Além dessas, ainda quis instituir o “Dia do Orgulho Hétero” e a redução da maioridade penal.
Cunha era contra os trabalhadores, negros, a mulher trabalhadora e LGBTs.

Se hoje a votação no plenário da Câmara foi essa é por que muitas lutas de trabalhadores, as mulheres nas ruas defendendo seus direitos, a campanha contra a maioridade penal, estudantes nas ocupações das escolas e LGBTs souberem defender seus direitos e dizer Fora Cunha.
Muitos dos deputados que estavam lá não queria…