Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2019

Trabalho não pode causar dor: 28 de fevereiro é Dia Mundial de Combate a LER/DORT

Trabalho não pode causar dor! Dia 28 de fevereiro é marcado por uma importante data aos trabalhadores. É o Dia Mundial de Combate a LER/DORT (Lesões por Esforço Repetitivo ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho).
Essas são as doenças causadas no ambiente de trabalho, fruto da falta de condições adequadas, falta de orientação por parte das empresas e pela ambição de lucros dos patrões. São as chamadas doenças ocupacionais que atingem músculos, tendões, nervos (dedos, mão, antebraços, braços e pescoço).
Os patrões falam muito em aumento de produtividade, mas fecham os olhos à falta de condições de trabalho que requerem força física, posições inadequadas e esforços repetitivos.
Assim, é necessário que se faça a AET (Avaliação Ergonômica do Trabalho) para a implantação de medidas preventivas. 
As empresas a cada dia produzem o aumento de lesionados, que também perdem garantia de emprego. Na reestruturação das montadoras, por exemplo, estão sendo esses os trabalhadores os prime…

Reunião pretende definir calendário de lutas contra a Reforma da Previdência em Teresina

Imagem

Greve Internacional das Mulheres com Assembleia Geral da categoria

Imagem
Dia 8 de março será um dia de lutas e greve no qual as mulheres trabalhadoras e todo o conjunto da classe estarão nas ruas contra todas as formas de opressão e também contra a Reforma da Previdência que pretende atacar principalmente as mulheres.


Reforma da Previdência é bomba para os trabalhadores – veja as propostas

65 anos para idade mínima (homens) e 62 (mulheres)
Bolsonaro quer 65 anos para homens e 62 anos para mulheres, com 20 anos de contribuição. Não haverá mais aposentadoria somente por tempo de contribuição. Hoje na aposentadoria por idade, é possível se aposentar aos 60 anos (mulheres) ou 65 anos (homens), com 15 anos de contribuição. Na aposentadoria por tempo de contribuição não há idade mínima. Para pedir o benefício nessa categoria, é preciso ter 30 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 35 anos, no caso dos homens. É possível se aposentar também pela fórmula 86/96.
Regra de cálculo da aposentadoria
O cálculo considera 60% das contribuições, mais 2% a cada ano de contribuição que exceder 20 anos. Para receber 100%, é preciso contribuir por 40 anos.
Valor mínimo das aposentadorias
Aposentadorias continuam vinculadas ao salário mínimo, ou seja, não podem ser inferiores ao piso nacional, mas esta regra não valerá para o BPC (benefício de prestação continuada).
Regra de transição
Na…

Trabalhadoras(es) vão às ruas dizer não à Reforma da Previdência

Imagem
Após uma convocação nacional das centrais sindicais para realização nos estados da Assembleia Geral da Classe Trabalhadora, em Teresina, as entidades estiveram junto com membros do movimento popular, estudantes, representantes de movimentos sociais, incluindo também sindicatos de outras cidades do interior, para colocar nas ruas os porquês da contrariedade à Reforma da Previdência. O projeto foi apresentado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta-feira (20), diante de uma série de manifestações contrárias e apontando o massacre que se apresenta para a classe trabalhadora, destruindo a previdência pública e o direito à aposentadoria.
O movimento aprovou a criação de um Fórum de entidades, a exemplo do ocorrido em São Paulo (SP), para lutar por direitos e pelas liberdades democráticas que estão sendo atacadas pelos governos e patrões. Ao final da Assembleia, várias(os) trabalhadoras(es) decidiram fazer uma passeata até o Palácio de Karnak, sede do Governo de W. Dias …

Dia 20 de fevereiro será Dia Nacional de Lutas contra a Reforma da Previdência. Confira a programação

Imagem
O SINDSERM esteve reunido com os representantes das centrais sindicais na noite desta terça-feira (12), na sede da Fetag, para debaterem o Dia Nacional de Lutas contra a Reforma da Previdência.
Na reunião, ficou definida uma Assembleia Geral dos Trabalhadora no dia 20 de fevereiro em frente ao prédio do INSS de Teresina, na rua Areolino de Abreu, centro, a partir das 8 horas da manhã.
Depois de diminuir o valor do salário mínimo, o governo de Jair Bolsonaro (PSL) está tentando acabar com a aposentadoria das(os) trabalhadoras(es) do campo e da cidade. A Reforma quer massacrar as(os) trabalhadoras(es) mais pobres, jovens, servidoras(es) públicas(os) para beneficiar os banqueiros e instituições financeiras. O projeto ataca ainda mais as mulheres que são alvo principal da retirada de direitos.
Participe! Em defesa da Previdência Pública e contra o fim da Aposentadoria!





Assembleia Geral acontece nesta terça-feira (12)

Imagem

Reforma da Previdência apresentada por equipe de Bolsonaro é a mais dura até hoje contra os trabalhadores

O texto da proposta de Reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro (PSL) divulgada na segunda-feira (4) pela mídia é o maior ataque que a classe trabalhadora poderá sofrer nas aposentadorias e benefícios sociais caso seja aprovada no Congresso Nacional.
Tempo mínimo de contribuição de 40 anos; 65 anos para homens e mulheres como idade mínima para entrar com pedido de aposentadoria; a privatização da Previdência por meio do sistema de capitalização; a restrição dos benefícios previdenciários, como auxílios doença e acidente, licença-maternidade; e aposentadoria com valor abaixo do salário mínimo para os mais pobres estão entre os maiores ataques. 
A idade mínima e o elevado tempo de contribuição simplesmente farão com que os trabalhadores mais pobres, precarizados e informais não consigam se aposentar. A esses, restaria a “renda mínima” do BPC (Benefício de Prestação Continuada), destinada para trabalhadores pobres e com deficiência, com um valor menor que um salário mínimo, tend…

SINDSERM realiza o primeiro Conselho de Representantes de Base de 2019

Imagem
O Sindicato das(os) Servidoras(es) Públicas(os) Municipais de Teresina (SINDSERM) realizou o primeiro Conselho de Representantes de Base neste último sábado, 02, na sede da entidade sindical. Com objetivo de discutir e debater as seguintes pautas: informes, comissão de investigação aprovada no V CONSERM, planejamento estratégico de 2019 e a Campanha Salarial de 2019, os representantes de base elaboraram propostas e que darão continuidade da agenda de lutas do sindicato para este ano.
O Conselho de Representantes de Base aprovou que se encaminhasse em recomendação a Comissão de Investigação aprovada no V CONSERM que se reúna esta semana para elaborar o relatório que será apresentado em Assembleia Geral com Paralisação no dia 12 de fevereiro.
Além disso, o Conselho discutiu sobre o calendário e planejamento estratégico semestral do SINDSERM, onde até o mês de julho, os servidores presentes no local traçaram medidas para a realização das atividades do sindicato. Propostas como ato do contr…

SINDSERM denuncia à Polícia Federal envolvimento de gestores da Prefeitura de Teresina com indiciados na “Operação Topique”

Imagem
Nesta última quinta feira (31), o Sindicato das(os) Servidoras(es) Públicas(os) Municipais de Teresina (SINDSERM) protocolou na Polícia Federal documento que aponta o envolvimento da Prefeitura Municipal de Teresina com os indiciados da “Operação Topique”, sendo eles: Luiz Carlos Magno Silva (Preso), Livia de Oliveira Saraiva (Prisão domiciliar) e Venilson de oliveira Rocha, indiciado na “Operação Argentum”.
Trata-se de relatório de auditores da Diretoria de Fiscalização das Administrações Municipais (DFAM) do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), que analisaram as prestações de contas da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC)e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB)do exercício de 2017.
Os recursos foram utilizados para a contratação de empresas que prestam serviços de locação de veículos, publicidade e propaganda, de segurança e terceirização da mão de obra. Dentre as empresas estão: C2 Transporte e Locadora, ADV/6, PLUG PROPAGANDA E …