Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2018

SINDSERM participa de debate "Escola Sem Mordaça" promovido pela ADCESP

Imagem
As diretoras do SINDSERM, Francilene Nascimento e Andreia Vanessa, estiveram na manhã de hoje (30) representando a diretoria do Sindicato no debate promovido pela ADCESP (Sindicato de docentes da UESPI) com tema "Escola Sem Mordaça".
O evento homenageou os 50 anos de “Pedagogia do Oprimido”, obra de Paulo Freire, e apresentou um debate com o tema central, facilitado pelos professores: Mestra Rebeca Hennemann e Doutor Radamés Rogério.
O momento contou com a participação de docentes da Universidade, estudantes, representantes de organizações políticas e professores do município de Teresina. A proposta foi levar os participantes para uma reflexão sobre os ataques que podem ser fortalecidos com a aprovação do projeto "Escola Sem Partido" e os desafios para as estratégias de resistência e organização da classe trabalhadora, especialmente aos profissionais da educação.
E para fortalecer os debates contra os ataques à classe trabalhadora e organizar as diversas categorias pa…

Mobilização para a Assembleia Geral do dia 14 de dezembro

Imagem
A próxima Assembleia Geral com Paralisação acontece no dia 14 de dezembro. A assembleia acontecerá a partir das 8h no Teatro de Arena da Praça da Bandeira.
Pautas:  Informes Campanha Salarial 2019 Plano de Lutas do SINDSERM Relatório da Comissão de Investigação - V CONSERM Eleições para direções de escolas e CMEIs IPMT Saúde (fator moderador e auditoria) Seminário sobre Reforma da Previdência Outros assuntos.

As mobilizações nos locais de trabalho continuam com o chamado para a Assembleia Geral e para as demais atividades da agenda de lutas do SINDSERM. No dia 14 também ocorrerá o Seminário sobre Reforma da Previdência. 



SINDSERM participa de Seminário Jurídico Nacional da CSP-Conlutas e Coordenação Nacional

Imagem
Ariadne Farias e Cayro Burlamaqui, da Assessoria Jurídica do SINDSERM, estão na cidade de São Paulo participando do Seminário Jurídico Nacional da CSP-Conlutas que começou na quinta-feira (22). O evento tem como tema: “Fortalecer o classismo e as lutas contra a desregulamentação neoliberal dos direitos”.

O seminário foi chamado para discussão do cenário de desregulamentação de direitos trabalhistas e sindicais no país pós-Reforma Trabalhista e agenda neoliberal de ajustes dos governos e, acima de tudo, organizar e fortalecer a ação da CSP-Conlutas e suas entidades para enfrentar esse cenário.

A programação do encontro inclui temas como a análise e discussão das leis 13.467/17 (Reforma Trabalhista) e da terceirização ilimitada, suas consequências e como enfrentá-las, os desafios das negociações coletiva e individual, os ataques ao funcionalismo e ao serviço público, com a EC 95; as reformas previdenciárias; a desconstrução das normas de Saúde e Segurança do Trabalho.

E a partir desta s…

Assembleia Geral com Paralisação no dia 14 de dezembro

Imagem

Dia da Consciência Negra

Imagem

Reunião da Coordenação de Aposentadas(os)

Imagem

Confira como foi a edição de novembro do projeto cultural LaborArthe

Imagem
A iniciativa cultural do SINDSERM Teresina abrindo o Novembro Negro com as apresentações de Reação do Gueto, Exportasamba e Marco Gabriel aconteceu na última sexta-feira, dia 9.
Além das atrações musicais, uma oficina de turbante envolveu a categoria e outros frequentadores do Projeto, no intuito de valorizar este símbolo da Cultura Negra, não como apropriação cultural, mas como reconhecimento do símbolo de resistência, como mais um elemento que contribua para despertar a Consciência Negra.
Durante a edição do Projeto foram divulgados compromissos da agenda de lutas do SINDSERM, em especial a construção da Marcha da Periferia, em conjunto com várias outras organizações e que ocorrerá neste mês de novembro, com data a ser decidida em reunião já convocada.















SINDSERM cobra respostas do IPMT para surpresa em descontos altos no fator moderador

Imagem
Direção e Assessoria Jurídica do Sindicato das (os) Servidoras (es) Públicas (os) Municipais de Teresina (SINDSERM) solicitaram nesta quinta-feira, 08, por meio de protocolo, informações sobre o Fator Moderador do Instituto de Previdência Municipal de Teresina (IPMT) relativos ao IPMT Saúde.
Há um ano o IPMT deixou de cobrar as taxas do fator moderador passando a descontar valores altos, referentes aos meses anteriores do ano de 2017, nos contracheques das(os) servidoras(es) públicas(os) municipais a partir do mês de novembro. A medida resultou em prejuízos exorbitantes para as(os) funcionárias(os) da rede pública do serviço municipal. Os descontos chegaram em torno de R$1 mil.
Em conversa com o responsável pelo IPMT Saúde, George Hilário, foi acordado que os serviços de descontos voltariam ao normal e em casos de servidoras(es) lesados por outras atividades que não foram usufruídas por tais, é necessário comparecer à sede do local para solucionar os problemas.


Confira a programação da edição de novembro do projeto cultural LaborArthe

Imagem

Centrais Sindicais reafirmam unidade e vão intensificar luta contra a Reforma da Previdência

Ações de enfrentamento contra a Reforma da Previdência e unidade em torno dessa pauta foram os encaminhamentos tirados em reunião das Centrais Sindicais, realizada na quinta-feira (1), na sede do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), em São Paulo.

As Centrais Sindicais CSP-Conlutas, Força Sindical, CSB, CTB, CUT, Intersindical e Nova Central se reuniram e definiram ações para preparar a luta em defesa das aposentadorias.

Confira a nota unitária das Centrais com os encaminhamentos definidos:

São Paulo, 1º de novembro de 2018

Reunidas hoje, 1º de novembro, na sede do DIEESE, em São Paulo, as Centrais Sindicais CSB, CSP/Conlutas, CTB, CUT, Força Sindical, Intersindical e Nova Central decidiram:

* Intensificar a luta contra a proposta da reforma da Previdência Social, divulgada recentemente pelos meios de comunicação;
* Organizar o movimento sindical e os segmentos sociais para esclarecer e alertar a sociedade sobre a proposta de fim da aposentadori…

Servidores(as) da saúde têm retorno da insalubridade no contracheque após luta ocorrida no fim do primeiro semestre deste ano

Nesta semana, as(os) servidoras(es) da saúde municipal tiveram o retorno do adicional de insalubridade nos contracheques. A Assessoria Jurídica do Sindicato das (os) Servidoras (es) Públicas (os) Municipais de Teresina (SINDSERM) entrou com mandado de segurança coletivo pelo retorno do adicional da insalubridade retirado das(os) servidoras(es) da Fundação Municipal de Saúde (FMS). A medida foi tomada contra a Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (SEMA), o presidente da FMS e o Município de Teresina. Por meio de Memorando no dia 21 de maio de 2018, a Diretoria de Recursos Humanos da FMS notificou as(os) servidoras(es) que a partir do pagamento realizado no dia 3 de julho de 2018 a retirada seria realizada tendo como base laudos periciais sem conformidade com a legislação federal e sem identificação dos subscritores dos documentos apresentados. Muitos dos laudos apresentados relatam que sequer a Médica do Trabalho visitou os l…

Confira a programação oficial do V CONSERM

Imagem

Ataque à democracia nas escolas. Firmino (PSDB) e Montezuma acabam com gestão democrática nas unidades de ensino da capital

O SINDSERM acompanhou todas as etapas do ataque contra a democracia nas escolas, por meio de projeto aprovado na Câmara Municipal no mês de outubro. O Sindicato tentou barrar o Projeto que alterou a Lei e acabou com as eleições em 32 unidades de ensino (tempo integral e escolas com menos de três anos).

Conseguimos adiar a votação por duas sessões, conversando com alguns(as) vereadores(as) que pediram vistas. Porém, Firmino (PSDB) convocou seus serviçais em peso e aprovou na segunda votação.

O Facebook, Instagram, twitter, site, blog e WhatsApp da categoria estava sendo informado e convocando a todos(as) desde setembro.Isso significa mais uma derrota da democracia, em preparação para os "novos tempos".

Solicitamos uma audiência pública, mas a mesma não foi votada e a vereadora Graça Amorim, líder do prefeito na Câmara, ainda nos acusou de espalhar Fake News na imprensa.

Mesmo não acabando as eleições em todas as unidades de ensino, foi um retrocesso na Democracia. Se cada uni…