Postagens

Mostrando postagens de 2018

OMS deixa de classificar transexualidade como doença mental

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou nesta segunda-feira (18) uma nova edição da Classificação Internacional de Doenças (CID), na qual a transexualidade foi retirada da lista de transtornos mentais.
Segundo a nova classificação (CID-11), as identidades trans deixam de ser consideradas “transtorno de gênero” e passam a ser diagnosticadas como incongruência de gênero, uma condição relativa à saúde sexual.
Na prática, isso significa que a transexualidade deixa de ser encarada como a esquizofrenia, a cleptomania e a depressão (todas estas consideradas transtornos mentais) e passa a ser tratada como a ejaculação precoce ou a disfunção erétil (consideradas condições relativas à saúde sexual).
O raciocínio é que as evidências agora são claras de que [a incongruência de gênero] não é um transtorno mental, e classificá-la desta maneira pode causar enorme estigma para as pessoas transgênero.
Diz a coordenadora da Equipe de Adolescentes e Populações em Risco da OMS, Lale Say, no site da ins…

Exigimos negociação! Assembleia Geral unificada acontece na próxima terça-feira (19)

Imagem
A próxima Assembleia Geral do SINDSERM parte de uma convocação unificada com outros Sindicatos da base da categoria que denunciam as arbitrariedades de Firmino (PSDB) e seus secretários. O ESTADO DE GREVE e as mobilizações permanentes são a continuidade dos 16 dias de intensas atividades na Greve Geral do Serviço Público Municipal. 

Já denunciamos o anúncio de mais um ataque que é a retirada da insalubridade de servidoras(es) da área da saúde como assistentes sociais, psicólogos, técnicos administrativos, técnicos em radiologia, farmacêuticos, dentre outros. No dia 11 de junho, o SINDSERM protocolou um pedido de reunião para tratar do assunto com o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Sílvio Mendes (Progressistas). Como não houve resposta a tempo da Assembleia Geral realizada ontem (14), a categoria aprovou a continuidade das mobilizações e a Assembleia do dia 19 acontecerá em frente à sede da FMS.


A categoria não permitirá nenhuma retirada de direitos! Nos locais de traba…

Classificados no concurso da Semec, realizado em 2014, temem perder as vagas

Cerca de 40 classificados e outros aprovados no concurso da Secretaria Municipal de Educação de Teresina (Semec), realizado no ano de 2014, vivem momentos de incerteza quanto a convocação. Isso porque está encerrando o período do certame e dos prazos dados pela legislação eleitoral para nomeações.
A data limite é até 07 de julho, e de acordo com um dos classificados, que preferiu não se identificar, a Prefeitura de Teresina não deu nenhum parecer. “Até o momento nenhuma resposta acerca de alguma convocação até a data de encerramento”, afirma.
Os professores alegam ainda mais preocupações, pois no final de 2017, a PMT divulgou no Diário Oficial do Município, que estaria apta para realização de novo concurso em 2018. As vagas são para o mesmo cargo onde já existem candidatos habilitados para assumirem as vagas.
“É algo entorno de 150 vagas, somos, aproximadamente, 60 classificados. O nosso receio é da PMT não nos convocar devido já preencher as vagas previstas no edital de 2014”, pontua.
Pa…

Servidoras(es) da saúde e assistência em alerta contra mais um ataque de Sílvio(Progressistas) e Firmino(PSDB)

Imagem
Uma comissão de servidoras assistentes sociais em atuação no município, estiveram reunidas na quinta-feira (07) com representantes da Direção e Assessoria Jurídica do SINDSERM, e com a presidente do Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Piauí (SINDASPI). 
O encontro tratou sobre o anúncio da retirada de insalubridade de assistentes sociais da área da saúde e a comissão, através do SINDSERM, solicitará uma reunião com a Fundação Municipal de Saúde (FMS) para tratar do assunto e, caso não seja recebida, novas ações serão definidas.
Farmacêuticos do município de Teresina também se reuniram com o SINDSERM, hoje (13), para debater a questão.
O caso será tratado na Assembleia Geral de servidoras(es) municipais no dia 14 de junho, a partir das 8h, no Teatro de Arena.
Outros setores da categoria, que também devem ser afetados por mais esse ataque, estarão mobilizados.


SINDSERM participa da Frente Popular de Mulheres Contra Feminicídio

Imagem
As mulheres trabalhadoras estão organizadas para lutar contra a opressão machista e se movem para não morrer na luta contra o feminicídio. Ontem, dia 11, estiveram reunidas representantes de vários movimentos para debater ações de exigência aos governos estadual e municipal na efetivação de políticas em defesa das mulheres.



Assembleia Geral, quinta-feira, dia 14 de junho

Imagem
Na última Assembleia Geral, durante a Greve do Serviço Público Municipal, foi aprovado o estado de greve. As lutas continuam! Todas(os) à Assembleia Geral na próxima quinta-feira, dia 14.

Exigimos negociação, reajuste de 2017 e mudanças de nível, já!

Participe!

Imagem

Categoria determina estado de greve e a luta continua contra truculência de Firmino (PSDB)

Na Assembleia Geral desta quarta-feira (30), a categoria de servidoras(es) municipais, filiadas(os) ao SINDSERM, decidiu pela aprovação do estado de greve que deve continuar com a exigência pela negociação das centenas de reivindicações protocoladas junto à Prefeitura de Teresina e pelo pagamento do reajuste de 2017, bem como das mudanças de nível e outras dívidas com as(os) trabalhadoras(es).
As(os) guerreiras(os) que estiveram diariamente, desde o dia 10 de maio, à frente das atividades, do acampamento na frente do Palácio da Cidade, das visitas nos locais de trabalho, na votação na Câmara Municipal e no diálogo constante com as(os) companheiras(os) da base, estão mais fortalecidas(os) para garantir o prosseguimento das lutas em cada setor.
O Sindicato reforça que as reuniões nos locais de trabalho continuarão sistemáticas e, no segundo semestre, retornaremos com mais força, caso Firmino continue com a truculência de não negociar com a categoria. Vamos exigir condições dignas de tra…

Pela unidade na luta com todas as centrais!

Há uma semana os caminhoneiros do país estão em greve. A mobilização tem paralisado o país e conseguido um importante apoio de toda a população.
A redução do preço do combustível e do gás é uma reivindicação de todos (as). A política de liberação de preços do governo Temer tem como objetivo a privatização da Petrobrás para entregá-la às grandes companhias de petróleo estrangeiras.
O governo negociou uma proposta rebaixada diante das reivindicações dos caminhoneiros, que foi rejeitada pela categoria e ampliou a greve. Agora, liberou o Exército para intervir na greve e “desobstruir” as estradas. Isso é inadmissível!
Chamamos as centrais sindicais a se reunirem imediatamente e tomar uma posição enérgica. É preciso parar o país, é preciso aumentar as manifestações em apoio aos caminhoneiros, contra a intervenção do Exército, é preciso uma Greve Geral, para lutar por uma pauta que enfrente os principais problemas dos trabalhadores.

·Redução e congelamento dos preços dos combustíveis e do gás d…

Filie-se ao SEU Sindicato e fortaleça as lutas!

Imagem
“Um mais um é sempre mais que dois. Pra melhor juntar as nossas forças”, tema da campanha de filiação que já conquistou a categoria. Filie-se e fortaleça SEU Sindicato!


VERGONHA! Vereadores(as) recusam diálogo com a categoria e aprovam projeto de reajuste de acordo com as ordens do Prefeito Firmino Filho (PSDB)

Imagem
A categoria de servidoras(es) municipais de Teresina, presente na Câmara Municipal junto com a Direção do Sindicato das(os) Servidoras(es) Públicas(os) Municipais de Teresina (SINDSERM), assistiu ao show vergonhoso em que vereadores(as) eleitos(as) agem como serviçais do truculento prefeito da capital. A aprovação de 3% de reajuste salarial para a categoria, em meio à Greve Geral do Serviço Público Municipal, foi presenciada com indignação mediante a TOTAL AUSÊNCIA DE DIÁLOGO também na Câmara Municipal que vem atuando, com raras exceções, como um “puxadinho” do Palácio da Cidade.
Não foi dada nenhuma oportunidade ao Comando de Greve para a apresentação e discussão das reivindicações, embora um dos vereadores tenha tentado adiar a votação para promover a negociação. A maioria da Câmara não quis conversa, seguiu fielmente mais uma ordem do prefeito Firmino Filho (PSDB) e votou com maioria absoluta. Para os(as) servidoras(es) municipais, esse reajuste de 3% representa um deboche, pois o v…

A GREVE CONTINUA! Todas(os) à Câmara Municipal contra o deboche dos 3%

Imagem
Na Assembleia Geral de hoje (23), a categoria aprovou a proposta defendida pela Direção do Sindicato das(os) Servidoras(es) Públicas(os) Municipais de Teresina (SINDSERM) e a Greve Geral do Serviço Público Municipal continua por tempo indeterminado. Essa foi uma demonstração de força e indignação da categoria contra a truculência do prefeito Firmino Filho (PSDB) que rasga a Constituição Federal e ainda quer impor um aumento de 3% para as(os) trabalhadoras(es) que estão há dois anos sem reajuste salarial e com defasagem acima de 40%.
Amanhã, quinta-feira (24), temos compromisso de lotar a Câmara Municipal para cobrar dos vereadores a retirada de pauta e um reajuste digno. Vamos cobrar também a mediação da Câmara para abrir negociação sobre a Pauta da Greve de maneira urgente.
O SINDSERM persiste ao lado de guerreiras(os) que não se rendem e desafia os inimigos da classe trabalhadora contra os ataques. Exigimos reajuste, as mudanças de nível, melhores condições de trabalho, o fim do asséd…

Greve do serviço público municipal é forte e cada vez mais servidoras(es) estão na luta

Imagem
Amanhã, quarta-feira (23), realizaremos uma grande Assembleia Geral, a partir das 8h, no acampamento da greve em frente à PMT. Mais servidoras(es) somando-se às lutas e filiando-se ao SINDSERM, em plena demonstração de confiança no seu Sindicato. Durante as mobilizações, a população recebe a Carta Aberta que denuncia os desvios de dinheiro da educação e o desmonte de serviços públicos na capital.
A GREVE CONTINUA! FIRMINO, A CULPA É SUA
A categoria, exausta de tanto desrespeito, tem dado seu recado. Uma greve crescente e forte contra os inimigos da classe trabalhadora. O movimento desmascara as diversas farsas e evidência a garra de guerreiras(os) que estão na luta contra as arbitrariedades cometidas por Firmino (PSDB) e seus secretários.
Reajuste salarial e mudanças de nível, já!
Devolução do precatório do Fundef!
Firmino, pare de jogar o dinheiro da saúde pública na privada!
Educação vai mal, com Secretário ilegal!
Cai fora, Montezuma!
CADEIA PARA CORRUPTOS E CORRUPTORES!
O prefeito oc…

A Greve continua e categoria realiza Assembleia Geral na próxima quarta (23)

Imagem
A Greve continua! Firmino, a culpa é sua! Todas(os) à Assembleia Geral da categoria, em frente à PMT, no acampamento da greve. É na quarta-feira, dia 23, a partir das 8h.
Firmino, pare de debochar da justiça!
Negociação, já!
Reajuste salarial, como determina a Constituição Federal, para todas(os) servidoras(es) municipais! Mudanças de nível com retroativos!
Confira o vídeo de convocação que está sendo transmitido na TV.


SINDSERM inicia distribuição de carta aberta à população de Teresina

Imagem
Compreendendo a importância de dialogar com a população teresinense sobre os fatos políticos que acontecem na cidade e incidem diretamente no cotidiano das pessoas, o SINDSERM começou a distribuição de uma carta aberta.
Nela, o Sindicato dá uma resposta ao seguinte questionamento: Por que o prefeito Firmino Filho (PSDB) insiste em prejudicar a população de Teresina?
Leia!



Reunião com servidoras(es) municipais aposentadas(os)

Imagem

Servidoras(es) municipais em greve acampam em frente à PMT; adesão ao movimento cresce diariamente

Imagem
A GREVE CONTINUA! FIRMINO, A CULPA É SUA!
Na manhã desta terça-feira (15) foi dado início ao acampamento da Greve Geral do Serviço Público Municipal em frente à sede da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT). A categoria já não aguenta mais sofrer assédio moral, trabalhar em más condições e ainda amargar o reajuste zero de 2017 e nenhuma proposta de aumento para este ano. A greve que iniciou no dia 10 de maio continua por tempo indeterminado até que pelo menos a Prefeitura abra um canal de negociação e respeite as(os) trabalhadoras(es) do município.







Nos locais de trabalho, as reuniões organizadas pelos representantes de base, pela Direção e pelo Comando de Greve, crescem ao passo em que aumenta a adesão ao movimento. Nos locais considerados como serviços essenciais, são preparadas escalas de greve e a categoria compreende cada vez mais a urgência da greve.
Firmino, pare de debochar da justiça!
Negociação, já!
Reajuste salarial, como determina a Constituição Federal, para todas(os) ser…

SINDSERM realiza curso sobre "A luta das mulheres contra o machismo"

Imagem
No sábado (12), o SINDSERM realizou um importante momento de formação política. Ao passo em que segue a adesão e construção da GREVE DO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL nos locais de trabalho, o curso "A luta da mulher contra o machismo" apresentou aspectos da história e organização das mulheres contra a opressão.
Facilitado por Eliana Nunes, professora da rede estadual de ensino do estado de São Paulo e militante da Resistência (Psol), o curso foi dividido em dinâmicas, leitura de textos marxistas e discussão sobre o tema.
A iniciativa teve o objetivo de fortalecer mulheres e homens participantes para o combate ao machismo e para impulsionar ações de confronto a esta opressão. Inspiradas(os) no debate, as(os) componentes do Coletivo de Gênero e Classe devem ampliar as atividades.