Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Encontro de Lutadores e Lutadoras aprova resolução política

No Encontro de Lutadores e Lutadoras, realizado no último sábado (19), foi aprovada uma resolução política com as bandeiras reivindicatórias definidas na marcha e calendário da mobilização para o próximo período. Diversas entidades, entre elas o SINDSERM, estiveram presentes no encontro e debateram a construção de um documento que unificasse as lutas dos trabalhadores de todo o país:
Confira a íntegra do documento:
Os ativistas do Espaço de Unidade de Ação e de diversas entidades sindicais, populares, estudantis, coletivos e partidos políticos reunidos no Encontro Nacional dos Lutadores e Lutadoras em São Paulo no dia 19 de setembro de 2015, adotam a seguinte declaração:
Contra Dilma-PT, Cunha, Temer e Renan-PMDB; Aécio/PSDB! Derrotar o ajuste fiscal! Que os ricos paguem pela crise! Por uma alternativa classista dos trabalhadores, da juventude e do povo pobre!
O cenário político e econômico nacional vem sofrendo mudanças importantes, a principal delas o aprofundamento das crises política e …

ENTRE EM CONTATO COM O SINDSERM PELO WHATSAPP

Imagem
Adiciona ai o SINDSERM na sua lista de contatos! Esse número que estamos disponibilizando é para estreitar ainda mais o contato da base com a direção do sindicato, para tirar dúvidas e também para denúncias diversas, em especial, sobre Assédio Moral! Aguardamos seu contato! (86) 9 9901-8018

ACOMPANHE AQUI AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS SINDICAIS DO PAÍS

Imagem
Este é um clipping que o Departamento de Comunicação da Central está produzindo de segundas as sextas-feiras para as entidades filiadas. A ideia é compilar as principais notícias do dia a partir dos principais jornais e de alguns jornais regionais, assim como notícias dos sites das centrais sindicais mais expressivas.

Esperamos que gostem desse serviço e que os ajude a buscar as informações diárias para a atuação no cotidiano da luta de classes.

18 de setembro de 2015


Matéria sobre a marcha (O Globo) impresso  Titulo: Dilma, Aécio, Cunha, Dirceu e Vacarri em SP O Globo:  18/9
Entidades sindicais convocam ‘greve geral’ contra ajuste fiscal (versão jornal impresso Estadão) A Marcha foi convocada pela CSP-Conlutas e mais 40 entidades de trabalhadores e movimentos sociais contra o Governo Dilma Estadão:  18/9


Entidades sindicais convocam ‘greve geral’ contra ajuste fiscal A Marcha foi convocada pela CSP-Conlutas e mais 40 entidades de trabalhadores e movimentos sociais contra o Governo Dilma Estadão…

EM DEFESA DO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE NA PMT

Imagem
Os servidores dos Centros de Atenção Pisicossocial – CAPS foram surpreendidos no início de setembro com a ameaça do corte do adicional de insalubridade, como vem ocorrendo com os Auxiliares Administrativos e Operacionais desde o início da gestão de Firmino Filho (PSDB), entretanto a resposta dos trabalhadores foi a sua organização para defender seu direito e, junto com o SINDSERM, deflagraram paralisação de advertência por 48 horas, nos dias 17 e 18 de setembro para cobrar agestão municipal.
Devido a mobilização dos trabalhadores dos CAPS, ontem (17), representantes da Fundação Municipal de Saúde - FMS receberam uma comissão de servidores e diretores do SINDSERM para discutir a situação, entretanto o presidente da FMS, Luciano Nunes (PSDB), mais uma vez não estava presente e quem recebeu a categoria foi o Diretor de Ações Assistenciais e o Diretor do Recursos Humanos.
Na reunião não foi apresentando nenhuma proposta concreta e os gestores da FMS alegaram que todas as decisões depende…

DAQUI A POUCO, EM SÃO PAULO: MARCHA NACIONAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS

Começa daqui a pouco, às 15 horas, na Av. Paulista. A marcha vai reunir trabalhadores de todo país contra o governo Dilma, o ajuste fiscal e a oposição de direita que se alia ao governo para atacar os direitos da classe trabalhadora, uma das principais resoluções votadas durante a Coordenação Nacional da CSP-Conlutas, que aconteceu de 21 a 23 últimos, foi seu posicionamento político diante desta atual conjuntura. Como entende-se que não há diferença entre o governo do PT e a oposição de direita nos ataques impetrados aos trabalhadores recentemente – entre eles, o ajuste fiscal, o PPE (Plano de Proteção ao Emprego), o projeto das terceirizações e as medidas provisórias 664 e 664 – , a tarefa colocada é a de construir um terceiro campo que seja das lutas dos trabalhadores em defesa de seus direitos. Por isso, foi aprovada uma grande manifestação no dia 18 de setembro, a Marcha Nacional d@s Trabalhadores(as), com um Encontro Nacional programado para o dia 19, a fim de discutir a continui…