Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2019

Vidas negras importam: A resistência do 25 de julho

Imagem
A luta de grupos femininos negros da América Latina e Caribe começa em 1992, momento de uma história em que os efeitos do machismo e racismo no patriarcado se destacaram. Esses grupos formaram uma grande rede de mulheres que lutaram para que a ONU reconhecesse o dia 25 de julho como dia Latino Americano das Mulheres Negras e Caribenhas. E, desde 2014, no Brasil essa data também celebra o dia Nacional de Tereza de Benguela, a líder quilombola que no século 18 ajudou comunidades indígenas na luta contra à escravidão.
A população negra no Brasil corresponde a mais da metade da população: 54%, de acordo com IBGE. Ainda segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, essa população também é a que mais sofre com a pobreza: por aqui, entre os mais pobres, três em cada quatro são pessoas negras. Nosso país ainda carrega mais dados alarmantes: mulheres negras ainda são o maior número de vítimas de violência obstétrica, abuso sexual e homicídio que de acordo com o Mapa da Violência 20…

Firmino e Montezuma mentem para a população e ameaçam professores novatos para que trabalhem nas férias coletivas

Imagem
No dia 12 de julho de 2019, antes das férias coletivas do Magistério Municipal, o Sindicato das(os) Servidoras(es) Públicas(os) Municipais de Teresina(SINDSERM) protocolou ofício em que adverte à SEMEC para que respeite a legislação e evitem ameaças aos professores novatos que têm direito à férias coletivas. Desrespeitando o artigo 37 da lei n° 2.972 que garante férias anuais à categoria e que devem ser concedidas de acordo com o calendário escolar, bem como o artigo 87 da Lei nº 2138/1992, que garante as férias coletivas, a convocação de professores para exercício de suas atividades laborais durante as férias é TOTALMENTE ILEGAL.



A entidade vem recebendo constantes denúncias de que Professores novatos vêm sendo obrigados a fazer “lotação especial nas férias” sob ameaça de faltas e descontos, alegando que ainda não teriam direito a gozar as férias coletivas e obrigando esses profissionais a trabalhar em seu mês de descanso.

De forma mentirosa e distorcida, uma publicação nas redes soc…

Reunião para organizar nossa intervenção e participação na Parada da Diversidade

Imagem

Ato contra a Reforma da Previdência #12J: a resistência segue nas ruas

Imagem
Ato contra a Reforma da Previdência em frente ao INSS em Teresina, denunciando a venda da nossa aposentadoria comprada com dinheiro da Saúde, da Educação e dos demais serviços públicos.
Continuaremos relembrando a população sobre o voto dos oito deputados piauienses favoráveis ao fim da aposentadoria da classe trabalhadora: Átila Lira (PSB), Flávio Nogueira (PDT), Iracema Portela (Progressistas), Júlio César (PSD), Marcos Aurélio Sampaio (MDB), Margarete Coelho (Progressistas), Marina Santos (Solidariedade) e Paes Landim (PTB).

















Bolsonaro usa dinheiro da população, faz o toma-lá-da-cá e Reforma da Previdência pode ser aprovada em tempo recorde; é hora de pressão no Congresso!

Imagem
Usando mais de R$ 40 milhões do orçamento público, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) aposta todas as fichas para aprovação da Reforma da Previdência dele e de Paulo Guedes em tempo recorde para acabar com a aposentadoria da classe trabalhadora. O governo abriu os cofres para distribuição de dinheiro a todos os parlamentares que assumirem esse compromisso que só irá enriquecer os banqueiros, grandes empresários e o agronegócio. É hora de pressionar os congressistas e exigir que votem contra a Reforma Guedes/Bolsonaro.
Bolsonaro pratica o velho toma-lá-da-cá para compra de votos e continua prometendo tudo em troca do sacrifício de trabalhadoras(es), especialmente mulheres, negros e negras, professoras(es), trabalhadoras(es) rurais e a população mais pobre. O objetivo é destruir o maior patrimônio brasileiro.
O site Valor Econômico tem divulgado diariamente o placar de votos da PEC 06/2019. Confira como votam os/as deputados/as do Piauí, compartilhe as declarações e mantenha a pressão. Ve…

Alerta ao magistério municipal de Teresina!

CHEGOU A HORA DE LUTAR PARA PRESERVAR SEUS DIREITOS!
TODAS(OS) À CÂMARA MUNICIPAL NESTA QUARTA-FEIRA, 10 DE JULHO, ÀS 8 HORAS!
Firmino Filho (PSDB) tentará mais uma vez retirar o direito histórico de participação em seis (06) assembleias gerais por ano. No ano passado o prefeito tentou mudar o Estatuto do Magistério, mas a presença da Direção do SINDSERM foi suficiente para evitar que conseguisse os 15 votos necessários para retirar esse direito.
O presidente da Câmara informou ao SINDSERM que a líder do prefeito quer votar o projeto em regime de urgência na próxima quarta-feira, dia 10.
É HORA DE PRESSIONAR OS(AS) VEREADORES(AS) PARA DERROTARMOS NOVAMENTE O PREFEITO!
SIGAM AS ORIENTAÇÕES DO SINDSERM:
1. Informem aos responsáveis, pais, mães e alunos que quarta-feira A AULA SERÁ NA CÂMARA DE VEREADORES e que você, como professor(a), não pode deixar de participar desta lição de luta que pretendemos dar aos poderosos gestores de Teresina.
2. Comuniquem à Direção da unidade de ensino (Escola ou…

A SEMEC quer pagar o Precatório do FUNDEF ou é mais uma Fake News?

Um grande alvoroço se formou em relação a boato que circula nas redes sociais, com áudio orientando sobre o preenchimento de requerimento a ser protocolado na SEMEC, visando garantir o pagamento do Precatório do FUNDEF. Mas o que tem de verdade nisso?

Direito de Requerer
O Direito de Petição ou Direito de Requerer está expresso na Constituição Federal. Qualquer servidor tem o direito de pleitear o Precatório do FUNDEF e os requerimentos devem ser recebidos pela SEMEC. Porém, esta não é a questão. O problema é que a(s) pessoa(s) que divulgam a informação, induzem a se pensar que ainda existe dinheiro na conta do FUNDEF e, mais ainda, que existe disposição de Firmino e Montezuma em repassar o precatório aos professores que protocolarem o requerimento. Eis aqui a essência da informação MENTIROSA compartilhada entre os professores da rede municipal. Um exemplo típico de Fake News!
A Verdade sobre o Precatório do FUNDEF de Teresina
Desde o ano de 2017 que o SINDSERM vem realizando inúmeras …

Para cima deles: lista atualizada de deputados/as que querem acabar com nossa aposentadoria

Imagem
A lista de deputados que estão contra as nossas aposentadorias aumentou. É preciso intensificar a pressão contra esses parlamentares que usufruem de regalias e privilégios, e querem destruir os poucos direitos que os trabalhadores ainda possuem.
O placar ainda está disputado, mas vários parlamentares já disseram ser total ou parcialmente a favor da reforma da Previdência que atacará profundamente as aposentadorias e direitos previdenciários.
É importante sabermos quem são esses políticos e cobrá-los. Mostrar os que são eleitos e no Congresso Nacional votam contra o povo. A atualização é feita a partir da divulgação no Jornal Valor Econômico, publicada diariamente.
Fonte: CSP-Conlutas