Secretário de educação frauda eleição de diretor na E.M. Prof. José Carlos


A garantia da realização das eleições diretas para diretores e diretoras de escolas municipais e CMEIs foi mais uma vitória da greve de 87 dias na educação municipal de Teresina acontecida no primeiro semestre deste ano. O secretário de educação do município de Teresina, o empresário Paulo Machado (PTB), que se manifestou desde o início contrário, tem tentando de todas as maneiras manobrar o resultado das eleições para favorecer seus apaniguados.

Na sua última irregularidade, o secretário enviou um ofício com data de lotação retroativa da professora Ana Maria Teixeira, que é a atual diretora adjunta da escola Prof. José Carlos, zona norte de Teresina, e que concorreu ao cargo de diretora do local no último dia 06. Ana Maria estava lotada em outra instituição, e até hoje não tem uma portaria ratificando sua transferência. Sem este documento a homologação da sua chapa para disputar a direção desta escola estaria inviabilizada. 

A comissão eleitoral soube desta e de outras irregularidades, mas não tomou as devidas providências mostrando complacência com estes desvios. Inclusive foi denunciado à própria SEMEC, que também nada fez.

Para lembrar, a primeira irregularidade do secretário foi com relação à fórmula que calcula o resultado das eleições.  A SEMEC publicou no edital que regulamenta as eleições uma fórmula que contraria a própria Lei Municipal, com o claro intuito de causar confusão no processo.  

A assessoria jurídica do SINDSERM informa que vai tomar as medidas cabíveis contra mais esta manobra do secretário-empresário Paulo Machado. 


Ofício enviado pela SEMEC à escola: No documento, datado em 09/11/2012
a diretora é lotada a partir de 27 do mês de setembro.


Comentários

  1. Parabéns ao nosso sindicato, sempre alerta! Gostaria de avisar também aos colegas que o Colégio Liberdade, ali próximo à praça do Marquês, agora faz parte também do Sistema Anglo (pra conferir basta passar em frente ao colégio, que há um cartaz enorme informando isso, ou ver os outdoors na cidade, no cruzamento da Miguel Rosa com a des. Pires de Castro, há um). Será que isso tem a ver com a vontade do secretário de fechar o Eurípides de Aguiar? Não sei, não, mas...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Afinal o que é o HP?