HORA-AULA DE 60 MINUTOS NÃO FOI APROVADA! SECRETÁRIO ESTÁ MENTINDO!

ASSEMBLEIA TERÇA-FEIRA, 05 DE NOVEMBRO, 8 H, NA SEMEC!


                                  MENTIROSO, MENTECAPTO, MENTEZUMA!
                                               A triste saga de um falsificador!

O QUE REPRESENTA A NÃO CONCESSÃO DA LIMINAR ACERCA DA PORTARIA Nº 481? 

     Ardiloso e fiel discípulo da escola estalinista onde aprendeu a arte de mentir e falsear, o secretário Montezuma,  serviçal de Firmino (PSDB) e Sílvio Mendes (PSDB) tenta descaradamente ludibriar a população para continuar descumprindo a decisão judicial referente ao máximo de 2/3 de interação com educandos, previstos na Lei Federal 11738/08. Agora diz que a hora-aula de 60 minutos foi aprovada! UMA MENTIRA DESLAVADA!

      ENTENDA A TENTATIVA DE MANIPULAÇÃO DE "MENTE-ZUMA":
      Existem duas ações que tratam da carga horária dos professores da rede municipal. Numa delas A JUSTIÇA CONCEDEU LIMINAR determinando que a SEMEC e a PMT cumpram a Lei federal 11738/08 desde abril de 2012. "Mente-zuma" assumiu em junho de 2013 e passou a descumprir esta decisão. A SENTENÇA FINAL SOBRE ESTA LIMINAR QUE VEM SENDO DESCUMPRIDA SERÁ PUBLICADA NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA e julgada pelo Dr. João Gabriel Furtado(O SINDSERM está exigindo pagamento de multa e/ou prisão no caso de recusa).
       Na outra ação o SINDSERM solicitou a nulidade da famigerada Portaria nº 481, que contém a arbitrária mudança da duração da hora-aula de 50 para 60 minutos. Esta LIMINAR NÃO FOI CONCEDIDA PELA JUSTIÇA.
Ocupação na Câmara: Portaria 481 passou a vigorar em 2014
      Ora, a partir da ocupação da Câmara Municipal, ao final da qual o Secretário recuou e entregou documento assinado aos vereadores e ao SINDSERM afirmando que a Portaria somente entraria em vigor em 2014, passou a deixar de existir o "periculum in mora" ou "perigo da demora" e, portanto não havia mais a necessidade de uma decisão liminar.

                           HORA-AULA DE 60 MINUTOS AINDA NÃO FOI JULGADA!

         O secretário finge comemorar a não concessão da liminar, (uma decisão óbvia e acertada do Dr. Aderson Antonio Brito Nogueira) como se a mesma referendasse a hora-aula de 60 minutos, o que não é verdade! A decisão sobre a validade da portaria AINDA NÃO FOI TOMADA, o que está expresso nitidamente neste trecho do relatório: "Em termos simplificados, pressuponho que o trâmite normal do mandamus não implicará prejuízos irreversíveis ou de difícil reparação ao impetrante." Ou seja, o juiz apenas considerou não haver pressa no julgamento liminar. O mérito será julgado posteriormente. Comprovaremos facilmente a ilegalidade da Portaria nº 481.
Categoria acompanhando no Fórum: segunda-feira juiz emitirá sentença
         O "grande mentecapto" tenta confundir as duas ações judiciais, inclusive, trocando os nomes dos juízes (no jornal o Dia afirmou que o Dr. João Gabriel Furtado teria negado a liminar da portaria, quando, na verdade ele proferirá sentença ainda na próxima segunda-feira sobre a outra ação, referente aos 2/3 de interação com educandos, cuja liminar já foi concedida desde 2012 e a PMT não cumpre). Além disso, vem repercutindo uma falsa informação de que a hora-aula de 60 minutos foi aprovada. Uma mentira deslavada e desesperada de um tirano em decadência.

A GREVE CONTINUA!
MÁXIMO DE 26 HORAS-AULA DE 50 MINUTOS!
FORA MONTEZUMA!

ASSEMBLEIA TERÇA-FEIRA, 
05 DE NOVEMBRO, 8 H, NA SEMEC!


Postado por Sinésio Soares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!