SAMU: MPE determina que administração apresente relatório com respostas em 10 dias

Nesta terça, 14 de maio, o Ministério Público Estadual, a pedido do SINDSERM, realizou uma Audiência para discutir a situação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, já que a direção se nega a receber o Sindicato. Os servidores de nível médio do SAMU(motoristas, técnicos em enfermagem) se encontram em condições precárias de trabalho e sofrendo assédio moral por parte da direção do Órgão. O MPE detreminou que a administração apresente no prazo de 10 dias relatório com as respostas dos pontos discutitidos na audiencia.

Estiveram presentes na audiência, diretores do SINDSERM, Gervásio Santos e Maria Luíza e servidores do SAMU, Fernando Alves e Maria Lúcia. Da parte da administração do Órgão, estavam o Diretor Médio do SAMU, José Ivaldo e o gerente de Enfermagem, Marcelo Araújo, além do promotor Fernando Santos, que intermediava as negociações. A diretora geral, Helsimone Alves, mais uma vez não compareceu. 

São ambulâncias com defeitos, sujas, ou mesmo paradas. EPI’s(Equipamentos de Proteção Individual) em número insuficiente e também deficientes. Além disso, os servidores estão sendo vítimas de assédio moral da coordenadora, Helsimone Alves Rodrigues, além de outros supervisores que ameaçam de transferências e remanejamentos de um ponto (PRO) para outro, além de ofensas verbais e intransigência da direção em não receber os servidores para discutir as demandas do local, entre outras.   

O promotor Fernando Santos detreminou que a administração do SAMU apresente o relatório das condições de todas as ambulancias em funcionamento. Além disso vai expedir uma recomendação para que a Fundação Hospitalar: encaminhe a criação do Cargo de Socorrista; adeque os pontos de apoio para a lavagem da ambulâncias com pessoal adequado, já que o trabalho está sendo feito pelos técnicos em enfermagem e motoristas; extinguir o segundo e terceiro turnos e realizara a convocação imediata dos aprovados em concurso público; como também que a Fundação envie informações acerca dos critérios pagos a título de substituição para o pessoal do nível superior e médio.   



 SINDSERM, Gestão Base em Ação. Sindicato é pra lutar!
Filiado á CSP-Conlutas.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!