Comunidade da escola Eurípedes de Aguiar protestam contra descontos indevidos nos contra-cheques dos(as) professores(as).

Professores e alunos do Eurípedes na rua pedindo "Fora Machado"!


Nesta segunda (09/07), pela manhã, professores e alunos fizeram uma manifestação pelas ruas do bairro Marquês de Paranaguá, em protesto contra descontos indevidos nos contracheques dos professores. Estes profissionais estão sendo perseguidos pelo fato de estarem cumprindo a Lei Federal 11.738/2008 que além, de definir sobre o piso salarial dos professores, fala sobre o Horário Pedagógico dos professores. E não estão assumindo turmas a mais que o permitido, como manda a lei. Os descontos passam de R$500,00.

Os professores estão sendo perseguidos por que aderiram ao movimento grevista que durou 87 dias, no início deste ano. “Isso é represália por que os professores do Eurípedes aderiram em massa à greve passada”, desabafa uma professora, que teve descontado R$542,00 do seu salário, este mês.   A escola Eurípedes também foi causadora da derrota mais humilhante para o secretário de educação do município Paulo Machado, este privatista extremista, tentou fechar aquela escola no início do ano e toda a comunidade daquela foi às ruas e o secretário teve que voltar atrás nesta sua tresloucada decisão.

De acordo mo essa lei, o professor não pode ficar mais que 2/3 da carga horária com interação com os educandos, sendo que os outros 1/3 é para atividades extra-classes, ou seja, planejamento de aulas, corrigir trabalhos etc. A SEMEC está enviando um ofício obrigando os professores a assumirem turmas a mais.   

Além desta professora, outros três desta escola tiveram esses descontos. Professores de outras escolas também sofreram estes descontos. O Sindicato avisa que quem sofreu com esses descontos que vá até a sede do SINDSERM, para tomara as medidas necessárias.

Depois do ato, o secretário de educação do município informou que vai receber uma comissão de professores para tratar sobre o assunto, nesta quinta-feira, dia 12, na SEMEC.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!