Ataque à democracia nas unidades de ensino na capital




Estivemos hoje (18) na Câmara Municipal, onde estava prevista a votação do projeto de Lei que pode acabar com as eleições em unidades de ensino na capital.

O Sindicato, com a colaboração de alguns(umas) vereadores(as), conseguiu adiar, para a próxima semana, a votação do projeto que acaba com as eleições de Direções de escolas de tempo integral e todas com até três anos de funcionamento. O ataque pode afetar futuramente, e em curto espaço de tempo, todas as unidades de ensino.

Os(as) vereadores(as) Dudu, Cida, Paulo Roberto e Zé Nito, bem como o Presidente da Câmara, Jeová Alencar, já se manifestaram contra o retrocesso da democracia na rede municipal, que elege as direções das unidades de ensino desde o final da década de 1980.

O processo de eleições deste ano já foi iniciado e nomeada a Comissão Eleitoral Central com publicação no Diário Oficial do Município.

Quando a nova data da votação for definida, o que deve ocorrer na próxima semana, o SINDSERM irá divulgar novamente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!