Não haverá nenhuma greve geral convocada pelo movimento sindical na próxima segunda-feira.

  11 de julho, DIA NACIONAL DE GREVES E MOBILIZAÇÕES!
     
      A ampla liberdade de veiculação de informações pelas redes sociais é uma conquista inestimável. Devemos lutar para não perdê-la. No entanto, é importante verificar a origem das informações, para se saber se é o que realmente estamos interpretando. Em alguns casos pode provocar uma grande confusão, intencionalmente ou não. O SINDSERM já informou a vários(as) filiados(as), confusos com a data de 1º de julho, divulgada equivocadamente como se fosse chamada pelos sindicatos para uma greve geral.
       A suposta greve geral de segunda-feira, dia 1º de julho, foi chamada pelo músico Felipe Chamone (nem ele mesmo sabe se vai participar) e vem sendo divulgada pela Direita (PSDB, PP, DEM, etc), para confundir nossa classe em relação ao DIA NACIONAL DE GREVES E MOBILIZAÇÕES que acontecerá na quinta-feira, 11 DE JULHO DE 2013, chamado por milhares de sindicatos em todo o país! 
         A Central Sindical e Popular CONLUTAS - CSP/CONLUTAS à qual o SINDSERM é filiado desde novembro de 2012, já convocou todas suas entidades e às demais centrais sindicais, que estão organizando as manifestações que unificarão no Brasil inteiro os movimentos estudantil, popular e sindical.
        Estamos indo às ruas de Teresina todos os dias, na luta pela redução do preço da passagem de ônibus para R$ 1,75 e pela garantia de PASSE LIVRE PARA ESTUDANTES E DESEMPREGADOS(AS), que é uma bandeira que levantamos desde a vitória do #contraoaumentothe em 02 de setembro de 2011. Nada impede, portanto, que estejamos nas ruas nesta segunda-feira. No entanto, é preciso informar que nenhuma entidade sindical está chamando greve geral para a próxima segunda-feira.
         O SINDSERM informará oficialmente à Prefeitura sua adesão ao DIA NACIONAL DE GREVES E MOBILIZAÇÕES que acontecerá na quinta-feira, 11 DE JULHO DE 2013.
         Além da pauta específica dos(as) 20 mil servidores(as) municipais de Teresina, estaremos lutando também pela redução da jornada de trabalho, suspensão imediata dos leilões do petróleo, 10% do PIB para educação, 6% para saúde e 2% para transporte e aumento geral dos salários, dentre outras reivindicações.

Comentários

  1. A paralisação dia 1 de julho é um ato do povo brasileiro para mostrar a força que tem e mobilizar a todos por melhorias na saúde, educação, segurança... Vamos todos mostrar a força que temos, nossos valores não encerram apenas nas urnas.

    O presidente do sindicato firmou na reportagem abaixo que estará nas ruas dia 01 de julho. O sindicato estará conosco ou não?
    fonte:http://www.cidadeverde.com/trabalhadores-vao-fechar-a-frei-serafim-por-passagem-a-r-1-75-136477

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!