Servidores Municipais aderem à Paralisação Nacional e param suas atividades nesta sexta, 30



O SINDSERM está convocando TODOS os servidores municipais de Teresina para o Dia Nacional de Paralisação, nesta sexta 30 de agosto. Dentre as reivindicações dos servidores estão a atualização e pagamento do retroativo da Mudança de Nível; cumprimento da Lei 11.378, no tocante ao Horário Pedagógico; reposição das perdas salariais; melhores condições de trabalho e fim do assédio moral nos locais de trabalho. Outros trabalhadores também paralisarão suas atividades neste dia.

A programação dos servidores municipais inclui pela manhã uma Assembleia Geral, apartir das 8:00h, no Teatro e Arena, e no período vespertino os servidores participarão de um ato unificado com movimentos estudantil, sindical e popular da capital, apartir das 15:00h na Praça da Liberdade, onde sairão em passeata pelas ruas do centro de Teresina com suas reivindicações.

O Dia Nacional de Paralisação, é um dia de lutas convocado pelas centrais sindicais do Brasil, dentre elas a CSP-Conlutas, entidade da qual o SINDSERM é filiado. A paralisação tem o objetivo cobrar dos governos e dos patrões nossa pauta de reivindicações, entre elas:

-Melhoria da qualidade e diminuição do preço dos transportes coletivos: chega de desrespeito à população, mais ônibus e metrôs de qualidade.  
-10% do PIB para a educação pública: pagamento do piso nacional aos trabalhadores em educação, escola pública de qualidade para todos.  
- 10% do orçamento para a saúde pública: saúde não é mercadoria, chega de filas e mortes nos hospitais públicos.  
-Fim dos leilões das reservas de petróleo: chega de privatização e entrega do patrimônio brasileiro.  
-Fim do fator previdenciário e aumento do valor das aposentadorias: respeito e dignidade para quem construiu esse país.  
-Redução da jornada de trabalho: trabalhar menos para ter qualidade de vida e tempo para a família.  
-Contra o PL 4330: chega de terceirizações e precarização do trabalho.   
-Reforma agrária: terra para quem nela vive e trabalha.
-Salário igual para trabalho igual: basta de discriminação à mulher no trabalho.  


TODOS(AS) À PARALISAÇÃO NACIONAL 
NESTA SEXTA, 30 DE AGOSTO!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!