Servidores da saúde municipal fazem ato em frente à sede da FMS.


Servidores e servidoras da saúde municipal de Teresina estiveram na manhã desta quarta-feira, 30, em ato protesto em frente à sede da Fundação Municipal de Saúde, como já haviam sido anunciado durante a semana anterior.  O ato teve como objetivo pressionar o prefeito Firmino Filho (PSDB) a pagar o adicional de insalubridade, as férias, horas-extras e produtividade aos trabalhadores, além da exigência de contratação dos aprovados em concurso.  É importante salientar, que o simples anúncio do ato já fez com que a prefeitura de Teresina anunciasse para o dia de hoje, 31, o pagamento do adicional de insalubridade referente ao mês de novembro.
Após a manifestação foi tirada uma comissão composta por diretores do SINDSERM, representantes de locais de trabalho e representantes de categorias presentes para uma audiência com o presidente da FMS, Luis Lobão.  De concreto, apenas a garantia do pagamento do adicional de insalubridade, os outros pontos ficaram para serem discutidos em uma outra audiência que foi marcada para o mês de março. Lobão alega que é necessário fazer estudos das necessidades e da capacidade de caixa da prefeitura.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!