SINDSERM convoca professores que não receberem o terço de férias (15 dias) e primeira parcela do 13º salário


            O SINDSERM incluiu na Pauta de Reivindicações o pagamento do terço de férias e a primeira parcela do 13º salário como um dos pontos que vem sendo discutidos na Mesa Permanente de Negociações.
                A reivindicação foi atendida, alguns professores ligaram para o SINDSERM sem saber o motivo do incremento na remuneração no mês de junho, ao que explicamos do que se tratava. No entanto, vários professores ficaram sem receber, sob alegação de que o Ghuru (software utilizado pela PMT para confecção da folha de pagamento) teria excluído os professores que estivessem gozando alguma licença.
              Após a primeira reclamação do sindicato a SEMEC enviou uma lista de 74 professores, para que fossem pagos em folha suplementar. Porém, nessa lista anda ficaram faltando vários professores.
             O SINDSERM reunirá com a SEMA nesta quarta-feira, 24 de abril, para exigir que os(as) professores que gozam qualquer licença remunerada (tratamento de saúde, gestante, classista, etc) e não receberam o terço de férias (15 dias) e a parcela do 13º salário, tenham esse pagamento garantido o mais rápido possível.
           Para tanto, precisamos que OS(AS) PROFESSORES(AS) TRAGAM AO SINDICATO CONTRACHEQUES DO MÊS DE JUNHO

         

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!