No seu segundo dia, a greve dos servidores municipais ganha força na Saúde

Servidores e servidoras do Ciamca do Dirceu aderiram à greve geral.

A greve dos(as) servidores(as) municipais de Teresina, que teve início na segunda feira (18) e que não tem tempo para terminar começa a ganhar força escolas municipais, postos de saúdes e hospitais já estão parados ou funcionando respeitando as exigências legais que exigem que serviços essenciais não sejam prejudicados.

Na Saúde, setor que há muito vem sofrendo forte ataques das seguindas gestões tucano-petebista, a paralisação começa a ganhar força com adesão de grandes hospitais como o HUT e o SIAMCA do Dirceu Arcoverde e importantes postos de saúdes, como é o caso do posto do bairro Piçarreira.

Reunião do comando de greve com os(as) servidores do HUT.
 Os servidores e as servidoras municipais não lutam só por melhorias salariais mas também por melhores condições de trabalho para que possam atender cada vez melhor a comunidade.  Nas imagens abaixo registramos dos fragrantes nos hospitais e postos de sáudes da capital do Piauí.  A primeira foto mostra a fila nos de macas nos corredores com pacientes que esperam o momento de entrar na sala de cirurgia, no HUT.  Na segunda uma criança internada no posto de saúde do Satélite teve que passar o dia todo em um berço menor que seu corpo sendo obrigada a permanecer com as pernas encolhidas.


Pacientes esperam hora da cirurgia em
macas nos corredores do HUT
No posto de saúde do Satélite, criança internada fica horas
a fio em posição extremamente desagradável em berço
bem menor que seu tamanho.




































Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.