Servidores(as) municipais de Teresina iniciaram greve geral com grande assembleia no Teatro de Arena.


Os servidores municipais de Teresina esperaram até hoje, 18 de fevereiro, a resposta às suas demandas, mas o prefeito Firmino Filho (PSDB) sequer os chamou para negociar a pauta de reivindicações protocolada nos primeiros dias de mandato do prefeito tucano.  Firmino deu o silêncio por resposta, e ainda aprovou na Câmara Municipal uma reforma administrativa que cria cargas e desvia milhões da educação e saúde.

A greve foi aprovada na primeira assembleia geral do ano que aconteceu no dia 6 deste mês e contou com mais de quinhentos servidores da saúde, educação, SDUs, STRANS e outras secretarias e autarquias no município.
Mais informações no NO NOVO SÍTIO DO SINDSERM














Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!