Servidores(as) municipais de Teresina iniciaram greve geral com grande assembleia no Teatro de Arena.


Os servidores municipais de Teresina esperaram até hoje, 18 de fevereiro, a resposta às suas demandas, mas o prefeito Firmino Filho (PSDB) sequer os chamou para negociar a pauta de reivindicações protocolada nos primeiros dias de mandato do prefeito tucano.  Firmino deu o silêncio por resposta, e ainda aprovou na Câmara Municipal uma reforma administrativa que cria cargas e desvia milhões da educação e saúde.

A greve foi aprovada na primeira assembleia geral do ano que aconteceu no dia 6 deste mês e contou com mais de quinhentos servidores da saúde, educação, SDUs, STRANS e outras secretarias e autarquias no município.
Mais informações no NO NOVO SÍTIO DO SINDSERM














Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!