Prefeitos ameaçam não pagar o piso nacional do magistério.

É importante destacar que o piso nacional do magistério foi sancionado através da Lei Federal 11.738/2008, como política de valorização dos profissionais. A atual gestão do Firmino Filho (PSDB), na Prefeitura de Teresina, por dois anos consecutivos (2013 e 2014) excluiu os servidores do magistério da revisão salarial anual, de 6,5% e 5,85% respectivamente. Precisamos exigir a recomposição dessas perdas e garantir a inclusão do magistério, bem como de todas as categorias excluídas da revisão salarial.

#TodosJuntosSomosFortes


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!