Após ocupação da reitoria professores e estudantes da UESPI são recebidos pelo Reitor


                                    
Mais uma vez os professores e estudantes da Universidade Estadual do Piauí mostraram sua força e que não irão aceitar o descaso do reitor Carlos Alberto Pereira e do governador Wilson Martins coma a comunidade universitária. E após 24 horas de ocupação da reitoria o carrasco Carlos Alberto recua e decide receber a comissão e negociar os pontos da pauta de reivindicações.

Este reitor vem sempre mostrando a sua forma autoritária e incompetente de administrar. Uma assembleia dos professores que aconteceu ontem, 27 de agosto, foi decidida pela continuidade do movimento grevista, que se estende desde o dia 13 deste mês. Uma reunião entre os grevistas e o reitor estava marcada para acontecer logo após a assembleia, e de forma desrespeitosa o “Magnífico” decide cancelar sem maiores explicações. O que restou foi ocupar o espaço que é de toda a comunidade acadêmica. O SINDSERM esteve presente durante a ocupação apoiando o ato e ajudando na estrutura. 
Reitoria devolvida aos verdadeiros donos

Docentes e discentes de diversas cidades estiveram presentes na ocupação, como representantes de Floriano, Campo Maior, Parnaíba, Piripiri e outras. Na pauta de revindicações estão o reajuste salarial de 37%, retroativo a maio, contratação de professores e técnicos efetivos, cancelamento de um documento emitido pela reitoria que proíbe os professores substitutos de aderirem à greve, sob pena de rescisão contratual imediata; melhores estruturas nos campi espalhados por todo o estado, entre outras.

A GREVE CONTINUA! CARLOS ALBERTO E WILSON MARTINS A CULPA É DE VOCÊS!



A nova fachada da sede da reitoria da Universidade Estadual do Piauí







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!