PREFEITO ELMANO FÉRRER (PTB) E SECRETÁRIO PAULO MACHADO (PTB) PERSEGUEM PROFESSORES(AS) GREVISTAS!

A perseguição é uma vingança contra a categoria pela derrota de Elmano Férrer (PTB) na greve do primeiro semestre de 2012.

 

       Irritados com a derrota que sofreram na Greve da Educação Municipal de Teresina, que durou 87 dias e desmascarou o Prefeito Elmano e o Secretário-empresário Paulo Machado, os representantes do empresariado local resolveram se vingar da categoria perseguindo vários(as) professores(as).

   O reajuste de 24,26% foi conquistado na luta mas o cumprimento da Lei Federal 11.738 ainda não ocorre na íntegra.  A lei também exige que a interação com os educandos não ultrapasse 2/3 da carga horária de cada professor. Sendo assim, o Horário Pedagógico (reservado para planejamento, elaboração e correção de provas, leituras,etc) deve ser, segundo a mesma lei de, no mínimo, 1/3 da jornada.

Derrotado na greve Prefeito se vinga e persegue professores(as)!

 Mesmo com uma determinação judicial exigindo o cumprimento da Lei, no tocante ao MÍNIMO de 1/3 para Horário Pedagógico, o todo-poderoso secretário-empresário Paulo Machado (ANGLO e FACID), com a truculência típica dos milionários que se consideram donos de Teresina, passou por cima do juiz e efetuou descontos nos salários dos(as) professores(as) que resolveram cumprir a decisão judicial.

Todos os descontos efetuados, com valores que chegam até a ultrapassar R$ 600,00 (seiscentos reais), demonstram nitidamente a PERSEGUIÇÃO POLÍTICA A GREVISTAS, pois são muito superiores à ilegalidade assumida pela SEMEC, ou seja, a "justificativa" de que o desconto tem relação com a redução de turmas efetuadas pelos(as) professores(as). 

DITADORES NÃO CUMPREM LEIS NEM PEDEM LICENÇA PRA PERSEGUIR !

Na verdade, todos os descontos efetuados são imensamente superiores às "faltas" informadas pelas direções de escolas que se submeteram a atuar como cúmplices da arbitrariedade. A SEMEC se utilizou, portanto, da cumplicidade de algumas direções para destilar o veneno vingativo de Paulo Machado e Elmano Férrer (PTB). Outra ilegalidade gritante, pois somente a SEMEC jamais poderia arbitrar faltas além das consignadas, mesmo equivocadamente, nos mapas de frequência.  

O SINDSERM já deu conhecimento ao Dr. Reinaldo Santana sobre as arbitrariedades que o Secretário-empresário, sob as ordens do Prefeito Elmano Férrer(PTB) vem cometendo, ao desrespeitar a liminar concedida pelo juiz, para que tome as providências cabíveis. Também já requeremos a devolução dos valores, colocando este como o primeiro ponto de pauta.

O Prefeito Elmano Férrer(PTB) enviou correspondência ao SINDSERM se comprometendo abrir negociação sobre este e vários outros pontos da pauta dos(as) servidores(as) municipais. A educação já estava com o Indicativo de Greve pautado, mas resolvemos em Assembleia aguardar as reuniões de negociação desta semana para exigirmos a devolução imediata dos valores descontados e o atendimento dos outros pontos da pauta.

Também aprovamos em Assembleia a realização de uma campanha de solidariedade com as vítimas das perseguições políticas  de Elmano Férrer (PTB) e Paulo Machado (PTB). Vários(as) professores(as) perseguidos(as) estão com dificuldades financeiras e nós estamos arrecadando a colaboração na sede do SINDSERM, com o 1º Tesoureiro Raimundo Brito.

ABAIXO A DITADURA! NEGOCIAÇÃO JÁ!

DEVOLUÇÃO IMEDIATA DOS DESCONTOS ILEGAIS!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.