Secretário de Educação ataca pedagogas(os) e não cumpre palavra!



O secretário de educação mais uma vez mostra que é grande mentiroso! Ontem “Mentezuma” enviou um ofício para os(as) diretores(as) da rede municipal de ensino declarando que não vai conceder o horário de estudo paras os(as) pedagogos(as), descumprindo a palavra dada em mesa de negociação com a Coordenação de Lutas de Pedagogas(os). Temos o trecho da reunião em que o secretário garante o envio de normativa garantindo o Horário de Estudo para este setor e estaremos divulgando em breve. 

Veja a contradição do “Mentezuma”: No ofício o secretário para tentar justificar o ataque confundindo Horário Pedagógico(horário reservado para o planejamento das aulas dos professores), com o horário de estudo, planejamento e elaboração garantido no Art. 67 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional-LDB, que o secretário negociou em reunião oficial acontecida na Secretaria de Municipal de Administração (SEMA). Na reunião, o secretário liga para Irene Lustosa Gerente de Gestão da SEMEC e solicita à mesma que elabore uma minuta normatizando o horário de estudo para os(as)pedagogos(as). Só que como é de praxe as ações do secretário de educação é completamente diferente da sua fala. O secretário de educação ao invés de cumprir com a sua palavra de gestor público e respeitar os direitos do servidor, envia um oficio para os e-mails dos diretores com o teor totalmente contrário ao que se comprometeu. Como sempre um mentiroso!

Já protocolamos um ofício na Secretaria de Educação exigindo uma reunião entre o Secretário e a Coordenação de Lutas das pedagogas do SINDSERM. Não iremos aceitar mais esse desmando do secretário de educação, e vamos fazer cumprir os nossos direitos!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!