Greve da Educação cresce e mostra o caminho pra derrotar o Firmino Filho(PSDB)

Segunda feira, 26, ato em frente ao anexo da SEMEC, 8h, e terça feira, 27, Assembleia Geral na Câmara Municipal de Teresina, a partir das 8h

 
Os servidores da educação decidiram hoje, 22, em Assembleia  pela continuidade da greve do setor. E em resposta a mais um ataque do prefeito de Teresina, novas categorias podem aderir ao movimento paredista. Até o momento o PMT não negociou a pauta de reivindicações dos servidores. A assembleia terminou com uma passeata até o anexo da SEMEC, no centro e com a aprovação de um ato na segunda,26 e uma Assembleia Geral na terça, 27.  

5,85 É DEBOCHE!  43% JÁ!  Negocia Firmino!

O prefeito Firmino Filho enganou mais uma vez os servidores públicos municipais, enviando nesta quinta projeto de lei que reajusta salário de apenas algumas categorias dos servidores municipais, ainda assim abaixo da inflação, que está em 6,2%. Além do Magistério, Tec. em Radiologia, Tec. em Enfermagem e outras categorias foram excluídas do reajuste. O SINDSERM estará se reunindo com outras entidades sindicais para juntos encampar um movimento unificado contra a ditadura tucana.

Estamos mobilizando diariamente nas Escolas e CMEIs da capital convocando os servidores da educação (merendeiras, agentes de portaria, zeladoras, secretárias, téc. administrativos, professores(as) e pedagogas) para aderir ao movimento grevista justo e necessário. Se o sindicato ainda não foi no seu local de trabalho entre em contato com um dos diretores(contatos)e marque uma reunião com os trabalhadores.

A GREVE CONTINUA, FIRMINO E MONTEZUMA A CULPA É DE VOCÊS!

·        Reajuste linear salarial dos servidores municipais de 43% com a inclusão do magistério!
·         A revogação da Portaria 481(que aumenta a jornada de trabalho e coloca em risco a saúde dos trabalhadores da educação) 
·         Fim do Assédio Moral e perseguições!
·         Fim do fechamento de escolas!
·         Fim do programa de meritocracia!
·         Repasse aos professores do valor consolidado do custo aluno do exercício de 2014(portaria MEC/nº364/28 de abril de 2014)!
·         Fora Montezuma!

Desesperado, Firmino e Montezuma lançam nota mentirosa na TV!

O descaramento e a mentira nunca deixaram de serem marcas das gestões tucanas em Teresina. Quem viu a nota de esclarecimento, ou melhor, nota de enrolamento, que está circulando nos canais de comunicação(e que são pagas com o nosso dinheiro, pra lembrar), só mostra o desespero dos dois gestores, e fortalece ainda mais a luta da categoria. Vejamos algumas aberrações da nota:

O prefeito menti ao afirmar que já concedeu o reajuste para o magistério este ano acima da inflação. MENTIRA! Desde o ano passado, o magistério nunca foi incluído no reajuste dos servidores públicos municipais. A secretaria de educação municipal tenta vincular o repasse do Governo Federal, relativo ao custo aluno, lei 11.738, a essa campanha salarial. Ou seja, reajuste do município no valor de 0% para o magistério!

Firmino e Montezuma chegaram ao ponto de querer insinuar para a população que os professores da rede municipal recebem por 40 horas semanais mais só trabalham 26 horas. DESONESTIDADE DESLAVADA! A lei federal 11.738/2008, garante 1/3 do Horário Pedagógico para planejamento das aulas.

Se não bastasse isso os gestores tentam transparecer que estão preocupados com o serviço público de ensino teresinense. QUEM ACREDITA NISSO? Escolas sucateadas, sem segurança, salários baixos, assédio moral e tantas outras mazelas. Então por isso A GREVE CONTINUA, FIRMINO E MONTEZUMA, A CULPA É EXCLUSIVAMENTE DE VOCÊS!

ASSEMBLEIA GERAL TERÇA, 27, NA CÂMARA MUNICIPAL DE TERESINA, ÀS 8H.








ASSEMBLEIA GERAL TERÇA, 27, NA CÂMARA MUNICIPAL DE TERESINA, ÀS 8H

NEGOCIA FIRMINO!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!