TODOS/AS À ASSEMBLEIA GERAL NESTA QUARTA, 28 EM FRENTE À CMT, ÁS 8H. VAMOS BARRAR A APROVAÇÃO DESSE REAJUSTE, QUE ESTÁ PREPARADO PRA SER VOTADO AMANHÃ, 28


Os Servidores Municipais em uma Assembleia lotada impediram a votação do ridículo reajuste salarial de 5,85% e aprovaram uma nova Assembleia Geral para esta quarta, 28, em frente à Câmara Municipal de Teresina, a partir das 8h, dia de votação do reajuste. Os Servidores da educação aprovaram também a continuidade da greve da educação, que iniciou dia 20. A próxima Assembleia da Educação será dia 30/05, no Teatro de Arena, às 8h. Logo após a Assembleia os servidores Públicos Municipais saíram em passeata pela Av. Frei Serafim denunciando o descaso e irresponsabilidade que o prefeito e os vereadores estão prestes a fazer. NÃO IREMOS ACEITAR QUE ESSE REAJUSTE SEJA APROVADO! TODOS E TODAS À CMT NESTA QUARTA, 28, PARA BARRAR MAIS UM ATAQUE DO FIRMINO!

5,85% É DESRESPEITO! 43% JÁ!

A categoria do Municipais respondeu ao chamado dos sindicatos(SINDSERM, SINTTEAR, SENATEPI e Agentes pela Base) e lotaram o pátio da Câmara Municipal de Teresina. Os representantes da base aliada do governo na Câmara Municipal mesmo sabendo da ilegalidade confirmaram que o projeto vai ser votado em caráter de urgência nesta quarta, 28. A PMT nunca recebeu o SINDSERM para negociar a pauta de reivindicações dos servidores municipais de Teresina.

A proposta de reajuste de 5,85% não agrada aos servidores municipais que acumulam perdas salariais que ultrapassam a casa dos 43%.  A prefeitura chegou a anunciar ainda no mês de março um reajuste de 6,5%, o que. O projeto de reajuste deste ano sequer alcança o índice da inflação do período, que está em 6,2%. O reajuste desrespeita o artigo 37 da Constituição Federal, que prevê a revisão anual(12 meses) de salários para todos os trabalhadores. Além disso, o reajuste trás data retroativa ao mês de maio, o que contabiliza 14 meses a contar do último reajuste anual, que foi concedido em março de 2013.

A Educação municipal, já parada, reivindica reajuste linear salarial dos servidores municipais de 43% com a inclusão do magistério; a revogação imediata da Portaria 481(que aumenta a jornada de trabalho e coloca em risco a saúde dos trabalhadores da educação); fim do programa de meritocracia, e o repasse aos professores do valor consolidado do custo aluno do exercício de 2014(portaria MEC/nº364/28 de abril de 2014). A GREVE DA EDUCAÇÃO CONTINUA. FIRMINO A CULPA É SUA!

TODOS UNIDOS RUMO À GREVE GERAL!




                                                               














TODOS/AS À ASSEMBLEIA GERAL NESTA QUARTA, 28 EM FRENTE À CMT, ÁS 8H. VAMOS BARRAR A APROVAÇÃO DESSE REAJUSTE, QUE ESTÁ PREPARADO PRA SER VOTADO AMANHÃ, 28.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!