TODOS/AS À ASSEMBLEIA GERAL NESTA QUARTA, 28 EM FRENTE À CMT, ÁS 8H. VAMOS BARRAR A APROVAÇÃO DESSE REAJUSTE, QUE ESTÁ PREPARADO PRA SER VOTADO AMANHÃ, 28


Os Servidores Municipais em uma Assembleia lotada impediram a votação do ridículo reajuste salarial de 5,85% e aprovaram uma nova Assembleia Geral para esta quarta, 28, em frente à Câmara Municipal de Teresina, a partir das 8h, dia de votação do reajuste. Os Servidores da educação aprovaram também a continuidade da greve da educação, que iniciou dia 20. A próxima Assembleia da Educação será dia 30/05, no Teatro de Arena, às 8h. Logo após a Assembleia os servidores Públicos Municipais saíram em passeata pela Av. Frei Serafim denunciando o descaso e irresponsabilidade que o prefeito e os vereadores estão prestes a fazer. NÃO IREMOS ACEITAR QUE ESSE REAJUSTE SEJA APROVADO! TODOS E TODAS À CMT NESTA QUARTA, 28, PARA BARRAR MAIS UM ATAQUE DO FIRMINO!

5,85% É DESRESPEITO! 43% JÁ!

A categoria do Municipais respondeu ao chamado dos sindicatos(SINDSERM, SINTTEAR, SENATEPI e Agentes pela Base) e lotaram o pátio da Câmara Municipal de Teresina. Os representantes da base aliada do governo na Câmara Municipal mesmo sabendo da ilegalidade confirmaram que o projeto vai ser votado em caráter de urgência nesta quarta, 28. A PMT nunca recebeu o SINDSERM para negociar a pauta de reivindicações dos servidores municipais de Teresina.

A proposta de reajuste de 5,85% não agrada aos servidores municipais que acumulam perdas salariais que ultrapassam a casa dos 43%.  A prefeitura chegou a anunciar ainda no mês de março um reajuste de 6,5%, o que. O projeto de reajuste deste ano sequer alcança o índice da inflação do período, que está em 6,2%. O reajuste desrespeita o artigo 37 da Constituição Federal, que prevê a revisão anual(12 meses) de salários para todos os trabalhadores. Além disso, o reajuste trás data retroativa ao mês de maio, o que contabiliza 14 meses a contar do último reajuste anual, que foi concedido em março de 2013.

A Educação municipal, já parada, reivindica reajuste linear salarial dos servidores municipais de 43% com a inclusão do magistério; a revogação imediata da Portaria 481(que aumenta a jornada de trabalho e coloca em risco a saúde dos trabalhadores da educação); fim do programa de meritocracia, e o repasse aos professores do valor consolidado do custo aluno do exercício de 2014(portaria MEC/nº364/28 de abril de 2014). A GREVE DA EDUCAÇÃO CONTINUA. FIRMINO A CULPA É SUA!

TODOS UNIDOS RUMO À GREVE GERAL!




                                                               














TODOS/AS À ASSEMBLEIA GERAL NESTA QUARTA, 28 EM FRENTE À CMT, ÁS 8H. VAMOS BARRAR A APROVAÇÃO DESSE REAJUSTE, QUE ESTÁ PREPARADO PRA SER VOTADO AMANHÃ, 28.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.