Povo se revolta com aumento de passagens de ônibus em Teresina


Já são dois dias de manifestações no centro de Teresina, capital do Piauí, resultado do aumento das passagens de ônibus coletivo e da falta de transparência na relação entre a Prefeitura de Teresina e o sindicato dos empresários do setor, o SETUT..

As empresas de ônibus têm oferecido um serviço de péssima qualidade.  Com ônibus descofortáveis, frota reduzida (é possivel passar horas esperando um coletivo).  Teresina não é uma cidade muito grande, em consequencia o trajeto é relativamente pequeno, tarifa é única e o usuário paga o mesmo valor se fizer um percurso de apenas alguns quilômetros ou um trajeto mais distante.

Além disto, há muitos pontos duvidosos na questão: nunca foi feito a licitação nos serviços de transporte públicos de Teresina (não há justificativa plausível para isto) e não há transparência na formatação da planilha de preços das empresas de ônibus.


O prefeito Elmano Ferrer (PTB) já anunciou que não reverá o aumento das passagens, prova da postura truculenta e antipopular do prefeito de Teresina.  O Fórum Estadual em Defesa do Transporte Público, entidade constituída por representantes de sindicatos, sociedade organizada e movimento estudantil, que busca discutir a questão caótica dos transportes públicos em Teresina já algum tempo tem tentado chamar a prefeitura para discutir a melhoria dos serviços e a transparência na formatação das planilhas dos preços que incidem nas tarifas, entretanto prefeitura e SETUT mantém-se irredutíveis.

Comentários

  1. Em matéria de tarifa o que tem que ser mudado é a
    metodologia da planilha geipot. Tirar apropriação da
    depreciação+manutenção dos ônibus e apropriar somente a depreciação do
    primeiro ano de um ônibus novo. Daí a tarifa despenca.
    Esse negócio das empresas informaram os seus gastos com manutenção dá
    lugar a superfaturamento.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!