Educação municipal entra em greve!

A truculência e os desrespeito às leis por parte dos tucanos Fingindo Filho e seu capataz Kleber Monstrezuma, levou os servidores da educação municipal de Teresina a entrarem em greve por tempo indeterminado mais uma vez no ano de 2013. Os servidores municipais de educação de Teresina interditaram a rua Aerolino de Abreu, em frente à SEMEC, nesta sexta, 27, para realização da Assembleia Geral dos Servidores Municipais aprovando aprtir de hoje uma greve por tempo  indeterminado.

O secretário de educação Kleber Montezuma não está cumprindo a legislação e até decisão judicial, como a que se refere à lei federal nº 11.738/08, que garante pelo menos 1/3 da carga horária do magistério ao horário pedagógico, entre outras. Outro ponto que está revoltando os servidores da educação diz respeito à Portaria que foi baixada pelo secretário e que eleva hora/aula dos professores de 50 para 60 minutos e a não realização da manutenção e reformas emergentes das escolas e CMEI’s. Sobre a Portaria o SINDSERM já ingressou com um mandado de segurança garantindo a manutenção da hora/aula de 50 minutos, que tem a nítida intenção de burlar o cumprimento da decisão judicial.

Além disso todos os dias o SINDSERM recebe denúncias de prática de assédio moral praticada pelo secretário de educação e assessores, inclusive o SINDSERM já iniciou uma campanha exigindo a saída imediata do secretário da pasta. O SINDSERM também entrou com um pedido de prisão do prefeito "Fingindo Filho" e Kleber "Monstrezuma". 



AGORA É FORTALECER A GREVE E MOSTRAR 
QUE NÃO ACEITAMOS FORAS-DA-LEI!


 














Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!