DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA | A LUTA CONTRA O RACISMO É UM DEVER


DIA 20 DE NOVEMBRO - DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA!




Recentemente o apresentador Silvio Santos cometeu, em rede nacional, um ato de racismo extremo com uma criança negra, devido a textura de seu cabelo. Quando indagada, durante o programa Teleton, sobre o que queria ser quando crescer, a criança respondeu: atriz ou cantora! O apresentador imediatamente retrucou: como com esse cabelo? Confusa, a menina respondeu: como assim? 

Certamente constrangida, ela publicou posteriormente a seguinte frase em seu Twitter: “Em um país como o nosso, onde a mistura de raças está por todos os cantos, fico triste em ouvir certos comentários maldosos, mas ainda assim agradeço à DEUS todos os dias por ser saudável, ter minha família, ter amigos verdadeiros e trabalhar no que amo, nada e nem ninguém vai apagar o meu talento”.

Há alguns meses um atleta negro foi xingado de macaco pela torcida do time rival; um trabalhador negro desapareceu após entrar em uma viatura da Polícia Militar em uma favela no RJ; O corpo de uma mulher negra é arrastado por uma viatura policial; Um jovem negro é acusado de roubo num shopping em Salvador. Essas coisas parecem casos distintos, mas estão interligadas, pelo racismo diário e institucionalizado em nosso país.



Mesmo o Brasil sendo um país de maioria negra, para muitos, como alguns humoristas e as celebridades da mídia, o racismo não passa de uma piada, algo que é engraçado e faz rir. Porém, a pergunta que precisamos fazer é: faz rir a quem? 

Talvez faça rir os torcedores do time rival, que de forma vergonhosa insultaram o atleta; talvez façam as celebridades que aproveitaram a maré para venderem camisas de sua grife pessoal com a estampa “Somos todos macacos”; talvez faça rir os inúmeros brancos contrários às cotas raciais e até o Juiz do Tribunal de Justiça que condenou Rafael Braga, único condenado por crime relacionado aos protestos de Junho de 2013, e que por coincidência ou não, é um jovem negro e morador de rua. Isso nos evidencia que o Brasil é um país racista, e ignorar esse fato é privilegiar os já privilegiados, àqueles que a todo custo buscam inferiorizar as pessoas socialmente por sua cor da pele. 

E em contrapartida ao crescimento dos efeitos do racismo em nosso país, a atuação da justiça parece se omitir diante dessas violações de direitos humanos. Para a justiça, Rafael é criminoso por portar duas garrafas de produto de limpeza, mas os policiais que arrastaram Cláudia e desapareceram com o corpo do Amarildo, não.

E essa “absorção” por parte da justiça com os “novos capitães do mato” é rotineira, principalmente nas periferias. Quantos homens e mulheres negros (as) são humilhados (as), agredidos (as) e assinados (as) em um ano nas mãos da PM e nada acontece? Mas esse fato não se prende só ao judiciário, está presente em todas as esferas da sociedade, desde as novelas branquicistas, aos brinquedos de crianças e o mercado de trabalho, onde os negros recebem bem menos que os brancos.

Portanto devemos combater essas raízes racistas impregnadas na sociedade que segrega homens, mulheres, crianças, todos na luta contra o racismo.

A LUTA CONTRA O RACISMO É UM DEVER!

TODOS JUNTOS SOMOS FORTES!

SINDSERM TERESINA - GESTÃO BASE EM AÇÃO, AVANÇAR COM LUTAS!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.