Elmano e Paulo Machado impedem servidores de entrar na SEMEC e a categoria fecha principal rua do centro da capital do Piauí.





Servidores municipais barrados na sede da SEMEC

 Os servidores da educação municipal de Teresina estão com suas atividades paralisaralisadas durante todo o dia de hoje, 18 de novembro, e pela manhã fizeram uma assembleia e um ato-protesto em frente à SEMEC, centro da cidade.  Os servidores ainda hoje aguardam a resposta da Prefeitura de Teresina para a pauta de reivindicação entregue ao secretário Paulo Machado e ao prefeito Elmano Férrer (PTB).  Na citada pauta, que não é nova, estão temas como eleições diretas para diretor(a) de escolas e creches municipais, o pagamento do PRO-FUNCIONÁRIO aos técnicos-administrativos, entre outros temas.

Havia na ocasião a esperança de que o secretário recebesse a categoria. No entanto, o que se viu foi mais um ato de truculência e intolerância desta administração petebista em Teresina, policiais militares ocuparam o pátio da sede da secretaria e impediram os servidores de adentrarem nas dependências do órgão.

Em resposta ao desrespeito da administração municipal de Teresina, os servidores ocuparam a rua Areolino de Abreu, em frente à sede do órgão, sob um sol impiedoso, paralisando uma das principais artérias do trânsito de nossa capital o que provocou um caos temporário no centro da cidade.



Como a prefeitura de Teresina não deu nenhuma resposta às reivindicações dos trabalhadores, retroagindo inclusive em alguns pontos da pauta, a categoria decidiu que não iniciará o ano letivo de 2011, deflagrando uma greve para os primeiros meses do próximo ano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!