Sílvio Mendes (PP) não atende pauta de servidores e Greve da Saúde se fortalece

Categoria diz não à intransigência do presidente da FMS e movimento é fortalecido

Servidores da saúde municipal de Teresina continuam em greve por tempo indeterminado, após não terem as pautas atendidas pelo presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Sílvio Mendes (PP). Uma reunião ocorreu na manhã desta segunda-feira (20), na sede da FMS. Na pauta, representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (SINDSERM) exigiram o retorno imediato da insalubridade retirada pela Prefeitura Municipal de Teresina (PMT).

A greve envolve a base de representação do SINDSERM nos Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Consultórios de Rua, Núcleo de Apoio ao Programa de Saúde da Família, Vigilância em Saúde, Vigilância Sanitária e Vigilância Ambiental. Na tarde de hoje, os servidores estarão reunidos na sede do SINDSERM para darem os encaminhamentos de continuidade do movimento.


“A greve continuará por tempo indeterminado até a devolução do dinheiro dos servidores e a resolução do problema. O SINDSERM também irá protocolar os documentos necessários para discutir o reajuste salarial do servidor e continuaremos o movimento”, disse Anselmo Pinheiro, da direção do SINDSERM.



O movimento iniciou no dia 10 de março, devido à retirada do adicional de insalubridade dos servidores sem o fornecimento de documentos que justificassem a medida. Após a ocupação da sede da FMS, o laudo foi fornecido e os documentos estão sendo analisados por uma comissão com representantes da categoria. O Comando de Greve, reunido no SINDSERM ao meio dia de hoje, decidiu intensificar a mobilização.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!