SINDSERM e servidores do STRANS reúnem-se com a direção do órgão para tratar de interesses daqueles trabalhadores.



A direção do SINDSERM e a sua assessoria jurídica juntamente com uma comissão de servidores do STRANS reuniram-se nesta segunda-feira, 14/05, com a direção daquele órgão. O objetivo do encontro foi tratar de assuntos de interesse dos servidores municipais da STRANS. 

Dentre os principais pontos abordados estavam: a regularização do registro de ponto; gratificações; denúncias de acúmulo de cargos por militares que estão prestando serviços ao STRANS; irregularidades em processos administrativos; auxílios alimentação; uniformes, e um PCCS próprio dos agentes de trânsito.

Alzenir Porto não compareceu à reunião marcada para as 10h. Ela foi representada pelo Coronel Adonias (coordenador de trânsito livre de Teresina).

Os agentes de trânsito de Teresina reclamam que o registro de ponto de entrada não está sendo feito quando eles chegam atrasados na sede do STRANS.  Isto ocorre mesmo quando os agentes estão no caminho de casa para o trabalho, e têm que fazer algum atendimento à comunidade.    O Cel. Adonias Amorim e os advogados do STRANS afirmaram que isto será regularizado.

Denuncias

Outro ponto polêmico da reunião foi a denúncia de que o tenente Tanaka Hitler , que na STRANS é gerente de operações de trânsito, e o próprio coronel Adonias estão acumulando irregularmente duas funções, uma vez que ocupam cargos no órgão e não se descompatibilizaram de suas funções na polícia do Piauí.  Não ficou claro a relação entre a PM e o STRANS, no que se refere aos dois militares. Segundo o próprio coronel Adonias, não há nenhum convênio entre os dois órgãos, o que torna nebulosa esta relação.  Sobre o tenente Tanaka Hitler, pesa várias denúncias na corregedoria da PM, inclusive a denúncia de agressão à nossa advogada Anonyara Azevedo durante as manifestações do #contraoaumento2012.

SINDSERM e STRANS irão formalizar uma agenda de reuniões para tratar detalhadamente destes e de outros problemas. Antes disto, iremos programar uma reunião com a Organização por Local de Trabalho (OLT) do órgão para levantarmos as reivindicações dos servidores da superintendência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.