Termina a maior e mais vitoriosa greve dos servidores municipais de Teresina!


Após 88 dias muito intensos de uma greve que se tornou a maior e mais vitoriosa de todos os tempos, os servidores da educação municipal de Teresina suspenderam a paralisação na tarde desta quarta, 02/05, após a votação, na Câmara Municipal, do reajuste de 24,26% linear (para todas as classes e níveis) nos vencimentos dos professores e pedagogos, o que garantiu a estes profissionais um vencimento mínimo igual ao Piso Nacional do Magistério, estipulado pelo MEC.

Suspenderam a greve e voltaRAM para seu local de trabalho com a alma lavada e com a certeza do dever cumprido.


Os servidores municipais enfrentaram a truculência do secretário de educação Paulo Machado, o descaso do prefeito Elmano Férrer (PTB) e o autoritarismo de alguns diretores de escolas e CMEI’s.  Resistiram bravamente garantindo, ao final, não só o direito de receber em seus vencimentos o Piso Nacional do Magistério, como também:

  • . 12% na GID (Gratificação de Incentivo à Docência);
  •  12% na GIO (Gratificação de Incentivo Operacional - pedagogos/as);
  •  12% na GEZOR (Gratificação de Zona Rural); 
  • 39% na GIT (Gratificação Intraturno);
  • Titulação: Especialização - 10% vinculado ao vencimento; Mestrado - 20% vinculado ao vencimento e Doutorado - 20% vinculado ao vencimento;
  •  R$ 150,00 para pessoal de secretaria, alimentação, multimeios e infraestrutura, 
  • Auxílio-alimentação para todos que preencherem os requisitos de concessão (ata assinada)
  • Negociação para pagar o piso retroativo a janeiro (Ação impetrada pelo MPE contribui);
  • Eleições para Direção em TODAS AS 304 ESCOLAS E CMEIS (Educação Infantil) - Lei tramitando;
  • Decisão judicial favorável ao cumprimento do 1/3 de HP;
  • Professor auxiliar nas CMEIs em turmas de 15 alunos ou mais;
  • Convocação dos aprovados no último concurso;
  • Suspensão do fechamento da EM Eurípedes de Aguiar;
  • Garantia de pagamento em dia dos terceirizados regulares;
  • Fardamento para vigias (iniciando com licitação);
  • SEMA agilizará comissão de mudanças de nível na educação.
SINDSERM, GESTÃO BASE EM AÇÃO, SINDICATO É PRA LUTAR!!!
Estes são os principais pontos em que houve vitória, outras questões ficaram para futuras mesas de negociação ou para serem resolvidas no âmbito judicial.

O fator principal deste movimento, e responsável direto pelas suas vitórias, foi a ampla e irrestrita participação da base da categoria em cada passo da greve, nas assembléias, no comando de greve, nas ocupações e no acampamento, agindo e tomando decisões e fiscalizando a direção deste sindicato

Ao final ficou a certeza que SÓ A LUTA MUDA A VIDA!






Comentários

  1. Parabéns! Parabéns a todos que lutaram e não se deixaram esmorecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz por essa vitória!
      Reconheço a necessidade dos professores, mas as necessidades dos auxiliares administrativos não são atendidas após essas vitórias.
      O SINDSERM é, na verdade, um sindicato dos professores do município!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Afinal o que é o HP?