Servidoras (es) do SAMU pressionam Sílvio Mendes (PP) e movimento revela o descaso da Prefeitura de Teresina com o serviço

Após terem aderido a greve da saúde e organizado uma forte luta no SAMU Teresina nestes últimos dias, as (os) servidoras (es) conseguiram provocar uma reunião com uma comissão de vereadores na Câmara Municipal e movimentaram o trânsito em carreata até o local na manhã desta sexta-feira (07). Uma vitória muito importante do dia foi a sinalização, por parte da FMS, de devolver o dinheiro da categoria que continua vigilante mantendo o movimento até que o dinheiro esteja realmente na conta das (os) servidoras (es).

A adesão do SAMU à greve, que já estava ocorrendo desde o dia 10 de março, foi motivada pela retirada das gratificações dos contracheques.A categoria vem lutando por melhorias nas condições de trabalho como a compra de 10 ambulâncias para 2017, aumento na equipe de motolâncias, regularização da profissão de condutor, melhorias estruturais na central, além do retorno da gratificação de incentivo SUS.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!