APÓS OCUPAÇÃO DA SEMEC, DOCUMENTO É ASSINADO COM O COMPROMISSO DE QUE PREFEITO NEGOCIARÁ O CUMPRIMENTO DA LEI 11.738 ATÉ TERÇA-FEIRA, 17 DE ABRIL, PELA MANHÃ.

      Depois de 30 horas de ocupação da sede da SEMEC, os servidores conseguem documento garantindo a negociação com a prefeitura. O MPE e OAB são algumas das instituições que estarão presentes na reunião marcada para o início da próxima semana. Nova Assembleia Geral está marcada para esta terça-feira dia 17 de abril, a partir das 8:30h, no Teatro de Arena.



          O documento foi assinado pelos Coronéis Lídio Rodrigues de Sousa Filho (Chefe do gabinete Militar do Prefeito) e Júlia Beatriz Pires de Almeida (Departamento de Gerenciamento de Crises e Direitos Humanos da Polícia Militar)  e pelo professor Francisco Sinésio da Costa Soares (Presidente do SINDSERM). No texto do documento os(as) coronéis "garantem a realização de uma reunião de representantes dos servidores com o Prefeito Municipal Elmano Férrer, objetivando a discussão da pauta de reivindicações que motiva a greve, devendo ocorrer a referida reunião na próxima segunda à tarde ou na terça-feira pela manhã." Portanto, o compromisso é de que a negociação ocorra até a manhã do dia 17 de abril, terça-feira.

         Essa foi a condição imposta pelos(as) guerreiros(as) da educação do nosso município para desocuparem a SEMEC e dar mais um passo na luta pelo efetivo cumprimento da Lei 11.738/2008, que trata do Piso Salarial do professor e do 1/3 de Horário Pedagógico para atividades extraclasses.

           Desde o dia 06 de fevereiro que os trabalhadores da educação municpal de Teresina estão em greve. Nesses 70 dias de movimento paredista, o prefeito Elmano Férrer e o secretário de educação Paulo Machado insistem em não atender a principal reivindicação da categoria, que é o cumprimento da Lei 11.738/2008. Em vez disso, vem mentindo para a população dizendo que paga  o piso salarial do professor. A lei é clara: PISO É VENCIMENTO, E NÃO REMUNERAÇÃO!

           A promotora Leida Diniz, que estará presente na reunião, afirmou que irá entrar com uma ação civil pública contra o Município de Teresina exigindo o cumprimento da Lei 11.738, sendo que o reajuste deve ser linear, com o mesmo percentual todas as classes e níveis, retroativo a janeiro de 2012. Além da   promotora, também deverão participar da reunião um representante da OAB e o Promotor Fernando Santos, também do Ministério Público Estadual. 

Todos à Assembleia Geral dos Servidores Municipais nesta terça, dia 17 de abril, a partir das 8:30 da manhã, no Teatro de Arena.


PARABÉNS AOS GUERREIROS E GUERREIRAS QUE ESTÃO A SETENTA(70) DIAS RESISTINDO A INTRANSIGÊNCIA DO GOVERNO MUNICIPAL.

A GREVE DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL CONTINUA! ELMANO A CULPA É SUA!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!