Servidores Municipais da educação votam pela continuidade da greve. Proxima Assembleia será segunda, 07 de outubro, em frente à SEMEC

Pela primeira vez a greve não é por salário, mais por melhores condições de trabalho


Em nova assembleia realizada nesta quarta-feira, 02 de outubro, os servidores da educação municipal de Teresina decidiram pela continuidade da greve iniciada no dia 27 passado.  As últimas arbitrariedades da gestão tucana na prefeitura de Teresina só tem enraivecido mais ainda a categoria. São ameaças aos grevistas, assédio àqueles e àquelas servidores(as) que estão em estágio probatório e remoções ilegais de professores(as) na tentativa de enfraquecer o movimento. Mas a categoria já avisou: a greve só encerra quando o "MONSTRO" que dirige a SEMEC ser exonerado da pasta. FORA MONTEZUMA!

Pais, Mães e alunos(as) da Escola José Carlos apoiam a greve 
Entretanto, as investidas dos tucanos contra os(as) servidores(as) da educação tem sido um tiro no pé. As recentes remoções de professores da Escola Municipal José Carlos, por exemplo, tem levado os pais e as mães de alunos e alunas a apoiar o movimento e aumentar ainda mais o movimento paredista.(ver caso). Este se configura um dos maiores casos de assédio moral praticados pelos gestores tucanos.


A greve vem se fortalecendo a cada ataque do secretário "Monstrezuma" (PSDB) e de seus seguidores e a adesão já está em mais 80% dos servidores. O secretário de educação Kleber Montezuma, descumpre a legislação e até decisão judicial, como a que se refere à lei federal nº 11.738/08, que garante pelo menos 1/3 da carga horária do magistério ao horário pedagógico. Além disso baixou uma portaria que eleva hora/aula dos professores de 50 para 60 minutos, entre outros. Então não faltam motivos para mais esta greve da educação municipal continue.
  
Estamos chamando todos(as) os(as) servidores(as) municipais para mais uma assembleia nesta segunda-feira, 7 de outubro, em frente à SEMEC, a partir das 8 horas.


FORA "MONSTREZUMA" E "FINGINDO FILHO"!!!




SINDSERM (filiado à CSP-Conlutas)
Gestão Base em Ação - Sindicato é pra lutar!












Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!