Cai decisão da justiça que punia o SINDSERM com multa de R$ 20.000,00 caso servidores ocupassem prédios públicos.

O juiz titular da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública, Oton Lustosa, que havia indeferido o pedido de ilegalidade da greve dos servidores da educação municipal de Teresina e determinado multa no valor de R$ 20.000,00 para o SINDSERM caso os trabalhadores ocupassem prédios públicos, declarou-se agora incompetente para julgar o pedido por solicitação da assessoria jurídica do SINDSERM.


Assim, tudo volta à estaca zero e a multa estipulada deixa de existir.  Agora a missão de julgar o pedido de ilegalidade da greve fica a cargo do Tribunal de Justiça.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.