A quem interessa o fechamento de escolas?


Entenda a lógica
da privatização
petebista.



Depois de ser derrotado pela mobilização
da comunidade escolar
na E.M. Eurípedes de Aguiar agora o
prefeito Elmano Férrer(PTB) e o secretário
de educação, o empresário Paulo
Machado, estão tentando fechar a
CMEI Dom Miguel Câmara, na zona
Leste de Teresina, para beneficiar os
donos de escolas particulares.
O SINDSERM se reuniu com as
mães da CMEI para evitar o fechamento
deste outro espaço. A prefeitura
se nega a alugar um imóvel que
fica localizado próximo às residências
das mais de 80 crianças matriculadas.
A desculpa da SEMEC é que não tem
dinheiro e que a proposta é alugar
ônibus para transportar as crianças de
04 a 06 anos de idade para um outro
local. Um duplo crime!
O detalhe é que o aluguel do ônibus
que transportaria ilegalmente as
crianças até a E.M. Noé Fortes sairia
muito mais caro do que alugar um
imóvel nas imediações.
O Conselho escolar da CMEI Dom
Miguel Câmara já solicitou audiência
com o Prefeito para discutir o assunto,
sem obter nenhuma resposta até agora.
O Conselho tutelar e o Ministério
Público também já foram acionados.
O conselheiro que acolheu a denúncia
também é membro do Conselho
Municipal de educação e afirmou que
não passou nenhum processo de fechamento
de escolas naquele órgão.
O Ministério Público Estadual notificou
o Prefeito para que justificasse o
fato de não estar pagando o Piso do
Magistério
A política de fechamento de escolas
implementada pela PMT é fruto
da lógica privatista, e se direciona
unicamente ao benefício dos empresários
da educação. Para se ter uma
ideia mostramos alguns dos principais
gastos da SEMEC no ano de 2011.
Só com transporte escolar foi gasto R$
1.392.684,94 (Hum milhão, trezentos
e noventa e dois mil, seiscentos e oitenta
e quatro reais e noventa e quatro
centavos). Com esse dinheiro daria
para comprar vários ônibus.
Em vez de fazer concursos para
servidores efetivos a Prefeitura repassou
à SERVI-SAN a quantia de R$
7.345.142,86 (sete milhões, trezentos e
quarenta e cinco mil, cento e quarenta
e dois reais e oitenta e seis centavos).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!