Campanha #ELMANOpagueoPISO

SINDSERM lança campanha nas redes sociais
para forçar o prefeito de Teresina a cumprir a Lei do Piso


O prefeito Elmano Férrer (PTB) insiste em não pagar o Piso Nacional do Magistério aos professores da rede municipal de Teresina, desrespeitando, portanto, a Lei Federal 11.738 de 2008. O valor, segundo a CNTE é de R$ 1.936,27, Elmano paga apenas R$ 1.187,00.  O prefeito também infringe outro ponto desta mesma Lei Federal (que também é conhecida como Lei do Piso) ao não garantir aos professores 1/3 de sua carga horária de trabalho para o horário pedagógico (HP).  

O HP é o horário dedicado para atividades como estudo, planejamento, elaboração e correção de exercícios e de provas, o que possibilita à professora e ao professor ministrar suas aulas com o mínimo de qualidade apesar das péssimas condições de trabalho e de remuneração, o que tem garantido à educação de Teresina razoáveis índices de aprovação nacional.  Além disso há uma extensa pauta de reivindicações que exigimos que Férrer atenda para a melhorar as condições de trabalho de remuneração de todas as trabalhadoras e trabalhadores da rede municipal de Teresina (Veja aqui a pauta de reivindicações).

Por isto o SINDSERM inicia nas redes sociais uma campanha contra a insistência de Elmano Férrer em permanecer FORA DA LEI.  Esta campanha se dará com a hastag #ELMANOpagueoPISO no Twitter e no Facebook.  A chamada para a campanha se dará a partir de agora. Estamos programando um tuitaço  que terá início a tarde desta quinta-feira, 08 de março, a partir das 14 horas.

o endereço do SINDSERM no Twitter é www.twitter/Sindserm


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!