Os Servidores já podem transferir sua conta-salário para qualquer banco


A transferência da conta-salário do servidor para o banco que escolher, sem pagar qualquer taxa ou imposto, começou a vigorar a partir do dia 02 de janeiro de 2012. O banco precisa transferir o pagamento do trabalhador no mesmo dia em que for depositado pelo empregador e sem custos até as 12h.
De acordo com as regras o trabalhador que recebe o pagamento em conta-salário e quiser que o dinheiro seja transferido automaticamente para outro banco deve fazer um comunicado formal à instituição financeira, informando banco e número de conta para onde o valor deve ser transferido.
A conta-salário se diferencia da conta-corrente por serem destinadas ao pagamento de salários, aposentadorias e pensões e por se tratar de um contrato firmado entre a instituição financeira e a empresa empregadora e não entre o banco e o empregado.
Essa conta não tem taxa de manutenção, nem de emissão de cartão de débito. No entanto, o cliente fica sem direito a talão de cheques e não pode receber outros depósitos além do salário.
Hoje a Caixa Econômica Federal (CEF), é a única instituição financeira, sob a forma de empresa pública do governo federal brasileiro. Os outros bancos ou são totalmente privados ou parcialmente, como é o caso do Banco do Brasil, e por isso vivem por cobrar taxas dos seus clientes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal o que é o HP?

O ATAQUE AO RECREIO; O DESCANSO DE VOZ DOS PROFESSORES, - MAIS UM GOLPE DO SECRETÁRIO (DES) EDUCAÇÃO KLÉBER MONTEZUMA AO DIREITO DOS TRABALHADORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL!

Não existe obrigatoriedade dos 200 dias letivos para os(as) professoras que trabalham nas CMEIs.